A senadora #Gleisi Hoffmann não ficou nada satisfeita com a postura dos seus colegas na sabatina desta terça-feira com Alexandre de Moraes, ex-ministro da Justiça e indicado por Michel Temer a um cargo no Supremo Tribunal Federal (STF).

Ela lembrou da última sabatina realizada pela casa, quanto à posse do ministro Edson Fachin, e comparou as duas posturas. Para ela, os colegas foram bastante rígidos nas perguntas dirigidas a Fachin, mas desta vez pouparam #Moraes de situações mais delicadas.

"Os que se mostraram como leões em outro momento, quando da posse do ministro Fachin, hoje estão aqui totalmente convictos, mesmo que em nossa sabatina esteja um militante partidário convicto", disse Gleise, acusando Moraes de ser do PSDB.

Publicidade
Publicidade

Gleisi fez questão de lembrar do processo de impeachment de Dilma Rousseff e destacou que a indicação de Moraes atentava contra a democracia. "Ele é parcial e devia se dizer suspeito sobre o impeachment e sobre Michel Temer", pontuou a senadora paranaense, uma das grandes defensoras de Dilma.