As audiências contendo depoimentos de testemunhas de defesa ou acusação no âmbito da Operação Lava-Jato, podem, algumas vezes, enfrentar um clima de tensão, principalmente entre o juízo e as defesas de acusados, que encontram-se envolvidos nos esquemas de corrupção. Todo o trabalho desempenhado pela força-tarefa da maior operação de combate à corrupção, em curso no país; a Lava-Jato, é realizado, a partir das decisões tomadas pelo juiz Sérgio Moro.

Ele é o responsável pelas investigações, em primeira instância, na sede da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná. Nesta quinta-feira (09), o juiz Sérgio Moro advertiu enfaticamente a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Publicidade
Publicidade

O episódio aconteceu em decorrência da gravação do depoimento como testemunha de defesa de Paulo Okamoto, presidente do Instituto #Lula, por parte do ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.

Gravações não autorizadas

O juiz Sérgio Moro fez a advertência às partes que compõem a defesa do ex-presidente Lula, em relação sobre uma "grave irregularidade", em se tratando da gravação de um vídeo de uma audiência, sem que tivesse sido confirmada qualquer autorização do juízo. Segundo o registro do juiz Moro, "na última audiência, houve uma grave irregularidade que consiste em uma gravação por meio de vídeo de uma das audiências, sem que houvesse autorização do juízo", ressaltou o juiz federal que investiga os processos contra o ex-presidente Lula.

O juiz paranaense se referia substancialmente ao vídeo gravado do depoimento do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Publicidade

Moro ainda concluiu na ata: "Nenhuma parte tem o direito de gravar áudio ou vídeo da audiência, sem autorização expressa, mesmo que conteúdo irrelevante, porém, trata-se de irregularidade que não deve se repetir", assinalou Moro. embora o juiz não relate especificamente quem foi o autor da gravação, a defesa de Lula têm levado às audiências da Lava-Jato em Curitiba, assessores de imprensa. Entretanto, as audiências de processos da Operação Lava-Jato, são todas gravadas pela Justiça Federal em vídeo e os arquivos são anexados aos autos, de modo eletrônico. #SérgioMoro #Lava Jato