No mesmo dia em que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sinalizou que vai julgar a ação da chapa Dilma/#Temer logo em março, o atual presidente da República avaliou o seu governo em São Paulo durante o lançamento do Agro+ - programa que servirá para "desburocratizar" o setor de agronegócios.

Segundo Temer, o seu governo está se caracterizando por ser "reformista". Com a presença do governador paulista Geraldo Alckmin, do PSDB, o presidente reforçou o seu comprometimento em "entregar um país nos trilhos a quem vier". Vale lembrar que as eleições presidenciais já ocorrem no ano que vem.

Para justificar sua posição de que o governo é "reformista, Temer citou a reforma da Previdência, a PEC do Teto dos Gastos Públicos e até mesmo a reforma do Ensino Médio como forma de ilustrar as mudanças que vem tentando implementar no Brasil.

Publicidade
Publicidade

Sobre a situação econômica, o peemedebista voltou a frisar a dificuldade que enfrentou ao assumir o país, mas citou ações que enaltecem a atual gestão. Ele disse que a inflação poderá ficar abaixo da meta de 4,5% e mencionou a queda de juros.