O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, passou por momentos péssimos em sua cela, nesta segunda-feira (13). Segundo informações do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, o ex-governador desmaiou e acabou caindo de sua cama. Ele foi levado rapidamente para a UPA, que fica no próprio Complexo, e depois de realizar vários exames, retornou à cela. O colunista do jornal "O Globo", Ancelmo, afirmou que, no boletim médico do detento, a primeira avaliação que se teve é que ele tomou muito remédio, ultrapassando o limite de dose permitido. Isso deixou ele sonolento. Nesta terça-feira (14), os advogados do preso pedirão ao juiz Marcelo Bretas uma autorização para que #cabral faça um check-up num hospital da região.

Publicidade
Publicidade

Troca de prisão

Os investigadores da Operação Lava Jato querem de qualquer forma impedir a transferência de Sérgio Cabral para outra unidade prisional. Segundo informações do programa "Fantástico" da TV Globo, está sendo reformado um presídio em Benfica, Zona Norte do Rio de Janeiro e há a possibilidade de vários presos da #Lava Jato irem para este local. O assunto está sendo discutido. O Ministério Público Federal quer evitar que Cabral e outros presos tenham mais regalias nesse novo Complexo, pois a unidade é um antigo Batalhão Especial Prisional (BEP), que recebia policiais militares presos a espera de julgamento e lá eles tinham bastante conforto.

O titular da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), o coronel Erir Ribeiro Costa Filho, negou que a transferência ocasionará mordomias para os detentos.

Publicidade

De acordo com Erir, o tamanho da cela é o mesmo: 16 metros quadrados. Mas o "Fantástico" apurou que o conforto está nos colchões, que são bem melhores dos que eles utilizam atualmente e foram doados por atletas que participaram das Olimpíadas no Rio.

Reforma

Está sendo feita uma reforma no presídio, em Benfica e vai custar R$ 20 mil. De acordo com a Seap, o valor é baixo, pois os próprios presidiários vão realizar as obras. A Unidade também recebe quem tem pena no regime aberto. #Prisão