Donald #Trump e a sua politica anti-imigrantista vai dificultar a emissão de vistos para brasileiros. As novas regras emitidas em um decreto passam a valer essa semana. A embaixada dos Estados Unidos confirmou as mudanças, uma delas é a realização de entrevistas para a concessão do visto.

O decreto foi classificado como “Ato do Executivo para proteger a Nação contra a entrada de terroristas estrangeiros nos Estados Unidos”, e causou polêmica ao proibir a entrada de cidadãos de países considerados de maioria mulçumana: Irã, Iraque, Líbia, Somália, Iêmen, Sudão e Síria. Está suspensa a emissão de vistos por 90 dias para esses sete países.

Publicidade
Publicidade

Duramente criticado por líderes mundiais, a politica anti-imigrantista do recém-empossado presidente norte-americano está cumprindo as suas promessas de campanha de restringir o acesso de estrangeiros ao solo americano, principalmente os refugiados de países em guerra como os sírios. Imigrantes ilegais terão muitas dificuldades com essas reformas migratórias do governo Trump.

Brasileiros na lista

Esse mesmo decreto afeta a concessão de vistos para os brasileiros, onde foi revogada a isenção de entrevistas para quem irá renovar o visto numa mesma categoria, até 48 meses após o vencimento. Apenas quem for renovar com 12 meses após o vencimento, está livre da entrevista. Outra mudança para quem for tirar o visto pela primeira vez, e que tencham mais de 14 anos e menos de 79 anos, terão que fazer a entrevista nos consulados dos Estados Unidos.

Publicidade

Antes do decreto, estavam isentos das entrevistas os menores de 15 anos e quem tinha mais de 66 anos.

O decreto foi assinado no dia 27/01/2016 por Trump. Confira abaixo a parte onde afirma estar protegendo os americanos:

“Com o propósito de proteger os americanos, os Estados Unidos devem garantir que as pessoas admitidas neste país não tenham atitudes hostis contra ele e seus princípios fundadores. Os Estados Unidos não podem e não devem admitir pessoas que não defendam a Constituição ou que colocariam ideologias violentas acima da lei americana. Além disso, os Estados Unidos não devem admitir pessoas que participem de atos de fanatismo ou ódio (incluindo homicídios de “honra”, outras formas de violência contra as mulheres ou a perseguição de pessoas que praticam religiões diferentes da sua) ou aquelas que oprimem os americanos de qualquer raça, gênero ou orientação sexual”. #EUA #Imigração