Não é só dentro do Congresso Nacional que #Jair Bolsonaro não tem o apoio da maioria dos parlamentares. Nas universidades, ele também é mal visto. Inúmeros casos de intolerância já foram filmados e mostrados na internet, onde, ora alunos decidiram transformar dependências estudantis em palanque político usando uniformes com a foto e nome do deputado, ora grupos contrários as ideologias do político, brigaram com seus militantes.

Publicidade

Na última semana, o deputado divulgou em seu Facebook que faria uma palestra dentro de uma universidade particular do Distrito Federal, a UniCEUB. Os alunos não gostaram de saber que o parlamentar, conhecido por defender ideias polêmicas, como desprezar as minorias e fazer discursos que envolvem, principalmente, sexualidade e gênero, estaria no local.

Os universitários, que souberam do evento pela internet, ameaçaram fazer um protesto no auditório da universidade, para mostrar sua indignação com a presença do parlamentar na palestra. A UniCEUB decidiu emitir uma nota oficial para desmentir o evento com Bolsonaro no local. A diretoria da unidade de ensino superior privado, informou que respeita todas as ideologias políticas, mas é apartidária, laica e defende o direito à pluralidade de ideias, deixando claro que a palestra com Bolsonaro “não irá acontecer”.

Segundo a divulgação feita pelo político e por seus militantes, o evento aconteceria nessa quarta-feira, às 19h. Os alunos marcaram um evento no Facebook, organizando um protesto, no caso da palestra acontecer. O evento conta com mil presenças confirmadas. De qualquer maneira, as aulas já começaram e se ocorresse a palestra, haveria alunos para protestar, mesmo sem ter conhecimento do evento online.

Após emitir a nota oficial, a instituição não quis mais falar sobre o assunto. A assessoria de Jair Bolsonaro disse que o evento estava confirmado até a semana passada. A universidade disse que a palestra nunca foi confirmada formalmente, mas não disse se a ideia de fazer a divulgação partiu de alguém de dentro da universidade ou de algum militante do político.

Bolsonaro deve continuar suas viagens pelo Brasil para promover sua imagem para as eleições de 2018. O político quer se candidatar à presidência, mas o PSC ainda não confirmou se isso será possível, bem como o deputado não pode trocar de partido por questões legais e possui um processo no STF, do qual, se for condenado, poderá ficar inelegível por até 8 anos. O político nega que esteja fazendo campanha política antecipada, mas já faltou algumas vezes a sessões da Câmara para participar de eventos promovidos por apoiadores de sua candidatura. #Eleições 2018 #Viral