A Ajufe (Associação dos Juízes Federais do Brasil) confeccionou uma lista com três indicações para a vaga de ministro do #STF (Supremo Tribunal Federal), a fim de ocupar o lugar que pertencia ao jurista Teori Zavascki, que faleceu em um acidente aéreo.

Os indicados pela Ajufe são:

Reynaldo Soares da Fonseca: Ministro do STJ

Fausto de Sanctis: Desembargador

Sérgio Moro: Juiz federal responsável pelo julgamento, em 1ª instância, dos processos da Lava Jato.

O documento constando as indicações e as justificativas que argumentam sobre a notoriedade da carreira dos indicados, será encaminhado ao presidente da República, Michel Temer.

Publicidade
Publicidade

O STF também indicará quem achar importante, entretanto, a decisão final de nomear um novo ministro fica a cargo do presidente. Temer não quer indicar um novo relator para a #Lava Jato e pediu que o próprio STF o faça, a fim de não gerar polêmicas.

Quanto aos nomes indicados, enviá-los ao presidente é uma tarefa de praxe, entretanto, Temer tomará sua decisão discricionariamente, não precisando acatar a indicação ou optar, exclusivamente, pelos nomes ali contidos. Devido a situação política atual, é esperado que Temer se decida entre os indicados, para evitar que se fale de ministro passível de suspeição.

Sérgio Moro ganhou destaque no cenário político nacional, não por realizar uma ação distinta de seus colegas, mas por julgar e sentenciar, após o devido processo legal garantido pela ampla defesa e o contraditório, políticos influentes.

Publicidade

A polarização política nacional ajudou o juiz a ganhar maior notoriedade pública. O magistrado já deixou claro que não tem interesse em se filiar em nenhum partido, muito menos em disputar qualquer cargo político, ainda assim, ‘fãs’ criaram grupos e páginas nas redes sociais, o pedindo como candidato à presidência.

É importante destacar que as sentenças e ações jurídicas emitidas por Moro não são definitivas e estão sempre passiveis de remédio recursal em instância superior, assim como na justiça comum e eleitoral de todo o país.

Atualmente, #Sergio Moro possui dezenas de processos em mãos, que estão em andamento, sendo o de maior destaque e maior expectativa da imprensa e do eleitorado brasileiro, duas ações contra Lula, o ex-presidente do Brasil. Existem outros processos contra Lula, entretanto, não são de competência de Moro, mas sim de outro juízo.

Sérgio Moro ainda não comentou a indicação para a vaga do STF.