Devido o enorme número de #assaltos, a Câmara Municipal de Teresina, Piauí, realizou uma audiência pública para colher informações do que seria melhor fazer para acabar com os assaltos nos coletivos da cidade. O vereador Edilberto Borges, conhecido como Dudu (PT), comentou que uma das alternativas seria a implantação do "botão do pânico", projeto de lei de sua autoria.

De acordo com o vereador, o número de roubos cresceu muito na capital e as pessoas vivem em constante insegurança. O "botão do pânico" seria um dispositivo, que quando acionado, consegue passar um pedido de socorro para a viatura da polícia que estiver mais próxima do coletivo.

Publicidade
Publicidade

"Isso, com certeza, irá inibir a ação dos bandidos", disse Dudu.

Outra alternativa sugerida, junto com o esse dispositivo, é um GPS, que facilitaria a localização dos ônibus assaltados.

Assaltos

Segundo Fernando Soares, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresa de Transportes Rodoviário, em 2017 ocorreram 24 assaltos, o que seria uma quantidade enorme de roubos para um ano que está apenas começando. Conforme relatos de Fernando, os pais de família ficam rendidos diante da crueldade dos bandidos. Tem motorista e cobrador que chegam a pagar do próprio salário o que as empresas perderam nos roubos. Eles fazem isso para que a empresa não mande eles embora.

Francisco Gomes, cobrador, há sete anos, comentou que, por cinco vezes, teve uma arma apontada para sua cabeça. Até hoje ele convive com esse trauma.

Publicidade

O cobrador também disse que as câmeras de segurança não servem para inibir a ação dos criminosos. "Acredito que o "botão do pânico" pode trazer uma sensação melhor de segurança para todos.

Porta de ônibus

Por pouco passageiros de um ônibus, da zona oeste de Terezina, não ficaram feridos. No começo do ano, a porta dianteira do coletivo caiu e foi preciso que o motorista colocasse rapidamente para dentro do ônibus para seguir viagem. De acordo com uma passageira, o ônibus estava em mal estado e era muito velho.

Passageiros ficaram nervosos com isso, já que houve, recentemente, um reajuste na tarifa da passagem. #Piaui #roubo