O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) postou, nesta sexta-feira (17), parte de uma entrevista concedida ao jornal #Correio Braziliense. Na ocasião, o parlamentar falava sobre o caos estabelecido pela greve da Polícia Militar no Espírito Santo.

O parlamentar apontou a ausência da PM nas ruas como uma prova de que a desmilitarização não funcionaria e defendeu a figura moral que um agente fardado exerce no trabalho ostensivo. Também na entrevista, perguntaram para #bolsonaro se ele concordava com a suposta existência de grupos de extermínio na capital do Espírito Santo.

O parlamentar respondeu: "A grande verdade é que nós, cidadãos de bem, estamos sendo exterminados por aí, essa é a grande verdade.

Publicidade
Publicidade

Eu não tô preocupado com os 600 mil que estão encarcerados, mas sim com os 200 e poucos milhões, como eu, como você e quem está nos assistindo aqui, que estão presos dentro de casa. Temos que hierarquizar a solução dos problemas (sic)."

Ainda falando sobre as possíveis soluções para a crise no sistema carcerário, o deputado criticou a postura de um dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, que, no início do mês, defendeu a liberação das drogas. Segundo o ministro, a medida desmontaria o tráfico de drogas e, com isso, o número de presos diminuiria.

Barroso afirmou que, se a experiência desse certo com a maconha, seria o caso de legalizar também a cocaína. Bolsonaro apontou que o sistema já é suficientemente brando para os presos com tantas progressões de pena e mudanças constantes de nível de liberdade de acordo com o comportamento.

Publicidade

O parlamentar salientou que não deseja o sofrimento e a tortura dos encarcerados, mas que a prisão deve continuar sendo o local para tirar o criminoso da sociedade e para inibir outros que pretendem entrar para a vida do crime.

O deputado termina com a seguinte frase: "Você não quer ir pra cadeia, é só não fazer besteira". Configura alguns comentários feitos ao post:

- "A inversão de valores está passando dos limites, presos vão ser indenizados se estiverem em más condições em presídios e a vitima simplesmente é esquecida pelo governo, não recebe amparo nenhum! Bolsonaro, contamos com você pra mudar esse caos que esta a nossa politica", comentou Philipe Diego.

- "Que nossa melhor opção é Bolsonaro a maioria já sabe, o que falta agora é o povo entender que além de um presidente bom, precisamos de um congresso decente! Não podemos colocar novamente aqueles deputados e senadores bandidos que só fazem "m***" por nosso país! Vamos mudar nossa história enquanto ainda temos chance! (sic)", comentou Denyse Sobreira.

Você pode assistir ao vídeo logo abaixo:

#Jair Bolsonaro