A juíza da 7° Vara Criminal do Estado de Mato Grosso, Selma Arruda, ficou tão conhecida no estado que é comparada frequentemente com o juiz federal paranaense, Sérgio Moro. Apoiada pelos cuiabanos e muito aplaudida, ela ganhou o status após ser notada pela forma rígida que apura criminosos e dar preferência em manter a prisão preventiva.

Um dos casos de sucesso da juíza, foi o decretar a prisão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e de grandes poderosos no Estado, ela conta que a partir daí, ameaças contra ela e sua família se tornaram algo constante. Chamada também de "Lava Jato pantaneira", a juíza procura descobrir pagamentos de propina em compras de terrenos que beneficiaram campanhas de políticos.

Publicidade
Publicidade

Para curtir as festas do Carnaval de forma segura, Arruda não poderia ir sozinha, com ela estão por perto seguranças que ficam de olho 24 horas. No carnaval do ano passado, quatro policiais escoltaram a juíza que estava vestida a caráter, com colares e pulseiras brilhantes. Risonha, a juíza conta que queria curtir as festas por muito mais tempo, mas os seguranças acharam que já era hora dela voltar para a casa.

O que diferencia Selma de Moro é que a juíza não gosta de dar entrevistas para a imprensa. Ela participou de protesto a favor das Dez Medidas do Ministério Público Federal Anticorrupção e também já discursou com uma faixa escrita "Somos Todos Moro". Até duas semanas atrás ela tinha duas páginas no Facebook, mas acabou cancelando como uma forma de se defender de ataques e ameaças que sofre, dando mais particularidade para sua vida.

Publicidade

Devota de Nossa Senhora Aparecida, o destaque de Selma Arruda começou quando ela prendeu o ex-deputado Riva, ela conta que muitos começaram a odiá-la, pois o político era considerado uma pessoa simpática. Uma das acusações de Riva, seria de que ele pagava diárias em hotéis, com o dinheiro da Assembleia, para pessoas que iam até Cuiabá para fazer tratamentos médicos. O fato entra em desacordo com a Lei, mas isso tornava o ex-deputado "simpático" com a população.

Uma posição polêmica que a juíza levantou, é que ela é contra a descriminalização das drogas. Selma Arruda afirma que isso seria um caos e sua opinião se baseia nas suas experiências como juíza. #SérgioMoro #Crime #Corrupção