Aliados do #Governo foram rápidos e procuraram defender o presidente Michel #Temer após as declarações oficiais no Dia Internacional da Mulher. Em evento em Brasília, o peemedebista lembrou da importância das mulheres dentro de casa, nas tarefas domésticas, e também para controlar os desequilíbrios dos preços dos produtos nos supermercados.

Nas redes sociais, muitos internautas criticaram Temer e sentiram um tom machista nas frases. A secretária nacional de Política para Mulheres, Fátima Pelaes, defendeu o presidente e negou que tenha havido machismo. Para ela, houve apenas uma menção à jornada de trabalho das mulheres e também seus afazeres em casa.

Publicidade
Publicidade

Fátima também solicitou que se analise as atitudes de Temer, como por exemplo a criação da delegacia da mulher, e que não apenas se leve em conta suas falas.

Henrique Meirelles também procurou defender o seu chefe. Ele relativizou e tirou a importância da parte em que Temer fala da presença das mulheres nos mercados.

"Possivelmente o presidente estava constatando um fato sobre o alto número de pessoas que frequentam um supermercado atualmente. Não vi a declaração, não posso opinar", despistou Meirelles.