O Tribunal Superior Eleitoral (#TSE) definiu na última terça-feira o rito do julgamento da chapa formada por #Dilma Rousseff e Michel Temer nas eleições de 2014. A candidatura é acusada de abuso econômico na contratação de empresas de publicidade para a produção de material de campanha.

Serão quatro sessões de julgamento a partir da semana que vem. Duas na terça-feira, uma na quarta e outra na quinta. Em um primeiro momento, o ministro-relator Herman Benjamin fará a leitura dos relatórios, com o resumo dos depoimentos e provas coletadas.

Na sequência, Gilmar Mendes, presidente do TSE, concederá a palavra aos advogados de defesa e de acusação, que terão 15 minutos para fazerem suas ponderações de acordo com o regimento da Corte.

Publicidade
Publicidade

Um representante do Ministério Público Eleitoral também falará.

Assim que acabarem todas as etapas, terá início a votação. O primeiro a apresentar o voto é o ministro Herman Benjamin. Outros seis ministros votam em seguida, com Gilmar Mendes fechando a lista. Mas um eventual pedido de vista pode adiar o desfecho. #Temer