Visto como machista por uma parcela dos eleitores, o deputado federal e candidato à Presidência da República em 2018, Jair Bolsonaro (PSC), tem visto o apoio feminino à sua candidatura crescer.

De acordo com dados divulgados pelo instituto Paraná Pesquisas, que ouviu 2.020 eleitores em 146 cidades de 26 estados e do Distrito Federal, #Jair Bolsonaro teria mais votos entre o público feminino do que Ciro Gomes (PDT) e Michel Temer (PMDB), por exemplo.

O deputado federal que se intitula o representante da direita nas eleições do ano que vem teria 7,1% dos votos do público feminino. Ciro Gomes, com 5%, e Michel Temer, com 4,5% estão atrás.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro ainda está atrás de Lula (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (Rede), mas o apoio feminino vem crescendo e há uma onda de apoio ao candidato entre as mulheres.

Nas dezenas de páginas de apoio a Bolsonaro que existem no Facebook, o público feminino presente é grande. Em sua página oficial, com mais de 3,8 milhões de seguidores, também há muitas mulheres.

Esse apoio feminino ajuda a quebrar o rótulo de “machista” que algumas pessoas tentam incutir em Bolsonaro, especialmente depois das confusões entre o deputado e a petista Maria do Rosário.

Vídeo de apoio

A página direita TV, que é seguida por mais de 240 mil pessoas no Facebook, postou um vídeo em que mulheres expõem o apoio à candidatura de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

No vídeo de 52 segundos, mulheres de várias idades aparecem declarando o apoio a Bolsonaro.

Publicidade

“Sou mulher e não mereço ser estuprada”, diz uma apoiadora. “Sou mulher e não quero que a lei seja leve com estupradores”, declara outra.

“Sou mulher e não quero que ideologias falem mais alto que a minha segurança”, afirma mais uma das mulheres que aparecem no vídeo. No final, elas repetem que “somos todos Bolsonaro”.

Certamente, em sua campanha oficial para as eleições de 2018, Jair Bolsonaro vai usar vídeos como esse que demonstram o apoio feminino à sua candidatura.

As eleições serão disputadas em outubro de 2018 e até lá outras pesquisas de intenção de votos serão divulgadas.

#Eleições 2018