Nesta terça-feira (14), o juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite ouviu durante 50 minutos o ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, que é réu em processos pela Operação #Lava Jato. Lula foi vestido com uma habitual gravada que remete as cores da bandeira brasileira e apresentou estar muito nervoso diante do juiz. O processo que Lula responde é apenas o primeiro de cinco, outros dois processos se encontram com o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba, conhecido por ter colocado na cadeia grandes nomes da sociedade, incluindo políticos e empresários, na grande maioria acusados de corrupção e lavagem de dinheiro.

O petista Lula que está com seu partido praticamente falido devido a tantas acusações de corrupção, mostrou sinais de nervosismo, ficar tirando e colocando a tampa da caneta, era um deles. Como em vários discursos, o ex-presidente negou qualquer ação ilegal vinculada ao seu nome e hoje apontou culpados.

O processo do qual o Lula é réu e foi julgado hoje, se trata de uma acusação envolvendo o ex-presidente e mais seis pessoas que tentaram impedir que o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Cerveró, fizesse acordo de delação premiada, com isso prejudicando a continuidade das operação da Lava Jato.

Lula desabafou para o juiz dizendo que já faz três anos que ele vive um verdadeiro "massacre", e acorda todos os dias com "medo" dos jornalistas que esperam ansiosos que a #Polícia Federal o prenda. Lula disse que não prejudicou a Justiça tentando impedir o depoimento de Nestor Cerveró, porque a ameaça real que Nestor faria, seria para Delcídio do Amaral.

Negando todas as acusações, Lula disse que tudo isso que estaria acontecendo seria porque ele chamou Delcídio de "imbecil" em um de seus pronunciamentos, e com isso o ex-senador teria ficado muito irritado prejudicando Lula.

Sobre José Carlos Bumlai, que é amigo de Lula e pecuarista, o ex-presidente disse que nunca teria conversado com ele sobre negócios.

Lula ainda segue negando todas as acusações tentando mostrar para todos que é a "vítima".