Um dos mais próximos ministros do #Governo do presidente da República, Michel Temer, foi enfático em responder às acusações feitas pela ex-presidente #Dilma Rousseff. Moreira Franco é o ministro responsável por comandar a Secretaria-Geral da Presidência e foi taxativo em afirmar que a entrevista de Dilma ao jornal Valor Econômico, foi, de tal modo, cheia de acusações "infundadas" contra ele. A nota de Moreira Franco foi divulgada nesta sexta-feira (17) em Brasília. Ele que já foi ministro durante o governo da ex-presidente petista, é atualmente, braço-direito do presidente Temer. Em sua entrevista à imprensa, Dilma havia afirmado que tinha "impedido Moreira de roubar" em seu governo.

Publicidade
Publicidade

Ele havia sido ministro da Aviação Civil e comandou a Secretaria de Assuntos Estratégicos, durante o período do governo da petista.

Resposta enfática

O ministro Moreira Franco foi contundente em afirmar que a ex-presidente Dilma Rousseff, "fez vistas grossas para todo o esquema de corrupção na Petrobras e acabou deixando um legado de mais de doze milhões de desempregados em todo o Brasil", ressaltou. Ainda de acordo com a nota divulgada por Moreira Franco, "a ex-presidente Dilma atraía as empresas amigas, porém, afastava os investidores. Já no nosso governo, atraímos os maiores operadores estrangeiros, em se tratando dos aeroportos e só na quinta-feira, já arrecadamos mais de R$ 3 bilhões", desabafou o ministro de Temer.

O ministro Moreira Franco foi ainda mais longe em suas declarações ao relacionar a corrupção praticada durante o governo da ex-presidente Dilma.

Publicidade

Segundo ele, "Dilma sendo presidente do Conselho de Administração da Petrobras, se superou, ao afirmar que desconhece o saque feito à estatal. Isso realmente diferencia o que é trabalho, de corrupção e competência e eu não teria mesmo ficado em seu governo", declarou o político. As críticas do ministro também mencionaram o projeto de transposição das águas do rio São Francisco. Ele recordou que "durante seis anos, Dilma não conseguiu entregar as obras de transposição do rio São Francisco, algo que Temer conseguiu fazer em seis meses", ressaltou o ministro, de modo categórico. #Michel Temer