O juiz da Vara de Execuções Penais, Guilherme Schilling Pollo Duarte, está desconfiado que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, possa estar tendo algumas regalias dentro do presídio Bangu 8. Por intermédio de uma informação de um agente penitenciário, ele ficou sabendo que um desentendimento entre dois presos, no qual um deles poderia ser #cabral, a câmera que poderia ter flagrado a discussão não estava funcionando naquele momento, mas depois voltou a funcionar sem que, aparentemente ninguém, fosse arrumá-la. Das 16 câmeras do complexo penitenciário Bangu 8, quatro delas estão quebradas, inclusive a que vigia a cela do ex-governador.

Publicidade
Publicidade

Nesta quinta (23), a Justiça pediu a apreensão e busca de todos os dispositivos de armazenamento de imagens, que monitoram a unidade. De acordo com as informações da Vara de Execuções Penais, o juiz vai analisar o HD para ver se ele contem informações que possam provar regalias ou algum outro tipo de fraude na cadeia.

Câmeras não funcionam

Uma reportagem do RJTV - Rede Globo, das jornalistas Patrícia Andrade e Lilia teles, constatou que várias câmeras estão em péssimo estado, precisando urgente de reparos. Os piores estados de conservação estão no local onde se encontra Sérgio Cabral e outros presos da Operação Lava Jato do Rio.

Um dado importante e que deixou um ponto de interrogação no ar é que a biblioteca do presídio, onde Cabral passa a maior parte do dia, não tem câmera, ou seja, ele fica sem ser vigiado.

Publicidade

Na área de lazer, a quadra é bem monitorada.

A Secretaria de Administração Penitenciária disse que vai aguardar o relatório do juiz para depois se pronunciar sobre o caso.

Pezão

O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão confirmou presença na audiência da Operação Calicute. Ele será testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral. O depoimento será no dia 07 de abril. Além de Pezão, a defesa de Cabral também arrolou para ser testemunha o presidente do Senado Federal, Eunício Oliveira (PMDB-CE). O juiz Marcelo Bretas comandará a sessão. #Rio de Janeiro #Prisão