Deputado federal cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) sofreu um duro golpe nesta quinta-feira. Ele foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão em decisão tomada por Sérgio #Moro, juiz federal da décima terceira Vara Federal de Curitiba, que é o principal responsável pela Operação Lava Jato.

Essa é a primeira condenação de Cunha, que estava preso preventivamente desde o dia 19 de outubro do ano passado. Atualmente, ele está no Complexo Médio-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

A condenação se dá pela denúncia do Ministério Público Federal (MPF) por crimes como corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Publicidade
Publicidade

A defesa do ex-deputado informou que vai recorrer da decisão ao TRF-4, localizado em Porto Alegre.

A ação penal que gerou na condenação de Eduardo Cunha é sobre propinas na compra do campo petrolífero de Benin, na África, pela Petrobras, em 2011. O prejuízo estimado à estatal por conta dessa compra é de US$ 77,5 milhões. #Eduardo Cunha