Membros do PSDB começaram a cogitar indicar João Doria como candidato à presidência da República nas próximas eleições que ocorrerão em 2018. Sabe-se que o atual prefeito de São Paulo poderia pleitear a vaga de l como representante do partido na busca pelo cargo.

Segundo informações transmitidas pelo jornal Folha de S.Paulo, a crise na seara político fez com que a alta cúpula tucana cogitasse e avaliasse que Doria poderia ser uma opção vantajosa quando comparado a outros políticos tradicionais do partido, como, por exemplo, o senador Aécio Neves, José Serra e o govenador de São Paulo, Geraldo Alckmin.

Destaca-se que os principais motivos que favoreceram a avaliação de líderes do PSDB foi o fato dos três prováveis candidatos ao cargo de presidente terem sido citados como participantes da Operação Lava Jato. Assim, observa-se que existe uma instabilidade com relação aos candidatos elencados se elegerem à Presidência da República, haja vista que foram acusados de participes do esquema de corrupção.

Consta que, mesmo com a possibilidade de Doria ser candidato do partido em 2018, verifica-se que o prefeito já afirmou que não existe possibilidade dele pleitear cargo de presidente nas próximas eleições, levando em consideração que ele próprio afirmou que não almeja disputar o cargo.

Entretanto, o tucano não descartou a possibilidade totalmente, tendo em conta que quando foi indagado sobre qual resposta daria caso o pedido para se eleger presidente fosse realizada de maneira formal, ele disse que ainda não poderia responder, pois o apelo não foi realizado de maneira formal.

Destaca-se que João Doria tem sido visto como uma boa opção para representar o PSDB nas próximas eleições presidenciais, porém o político não confirmou de maneira concreta se existe interesse ou não, tendo se limitado apenas em dizer que está exercendo o cargo de prefeito de São Paulo atualmente. Nesse sentido, busca cumprir as atividades proposta na Prefeitura, sem descartar declaradamente a possibilidade em virar candidato ao cargo de presidente. #Política #SP