Diversas Ideias Legislativas sobre o tema do desarmamento têm ganhado popularidade no site do #senado, onde as propostas podem receber apoios públicos. Após 20 mil apoios, as Ideias Legislativas tornam-se Sugestões e irão a debate entre senadores, podendo evoluir para projetos de lei futuramente.

Das principais e mais recentes Ideias, diversas tratam do mesmo assunto: O fim do Estatuto do Desarmamento, que foi implementado no fim do ano de 2003, a fim de ser uma solução para o problema da violência no Brasil. A mais famosa das Ideias Legislativas com essa proposta recebeu, ao fim do prazo para apoio, quase três vezes mais apoios do que eram necessários para levar o tema à discussão.

Publicidade
Publicidade

Mas além deste, outro com pedido similar atingiu também a meta de 20 mil apoios, fortalecendo e dando mais uma oportunidade para debate do tema no Senado.

Com prazo para o dia 5 de maio deste ano, a Ideia Legislativa mais recente sobre o tema pede pela legalização do porte de arma de fogo para pessoas com ficha criminal limpa. Assim como a proposta mais famosa e já finalizada, o autor desta argumenta que o Brasil é, atualmente, um país onde o "delinquente" tem acesso ao #Porte de armas, enquanto o "cidadão de bem", não. Segundo o mesmo, ainda, haviam menos mortes no país antes do #Estatuto do Desarmamento, de forma que o mesmo não está cumprindo seu objetivo.

Ele conclui que deve-se, sim, ter algum tipo de regulamentação ou habilitação para o porte de armas, mas que da forma como ocorrem estas permissões atualmente, são necessárias algumas mudanças.

Publicidade

Segundo a lista de Ideias Legislativas, disponível no site do Senado, outra proposta do mesmo tema havia sido feita somente no ano de 2014 pelo cidadão Andre de Carvalho Franco. Na época, foram alcançados 20.158 apoios e a ideia tornou-se a sugestão nº 12 de 2014, debatida pelo Senado e que não foi transformada em projeto de lei. Atualmente, a esperança daqueles que criaram os novos projetos e daqueles que votaram em seu favor é de que o cenário e a opinião dos senadores tenha mudado.