Uma Ideia Legislativa aberta para receber apoios no site do #senado ultrapassou a meta de 20 mil assinaturas mais de um mês antes do prazo. A proposta era a de tornar falsas acusações de #Estupro crime hediondo e inafiançável.

Criada por Rafael Zucco, do estado de São Paulo, a ideia pede por penas de 6 a 10 anos para quem fizer acusações falsas de estupro. Na descrição da proposta, Zucco comenta que leu uma vez que cerca de 80% das denúncias de estupro são falsas por diversos motivos, mas principalmente por vingança, alienação parental, conseguir bens em divórcio, ganhar guarda de filhos, entre outros.

Ele argumenta que, devido à falta de uma punição para este tipo de acusação falsa, muitas mulheres aproveitam-se disso para atingir certos homens, que, por sua vez, frequentemente têm sua vida "arrasada", podem ser presos e sofrer abusos no presídio, além de perderem seus empregos e sofrerem humilhações públicas.

Publicidade
Publicidade

Por estes motivos, o autor da ideia pede que "homens e mulheres de bem" o apoiem, a fim de criar uma lei para evitar este tipo de situação.

O Senado explica que, caso uma Ideia Legislativa receba 20 mil apoios, ela se tornará uma Sugestão Legislativa a ser debatida pelos senadores, com possibilidade de, futuramente, evoluir para um projeto de lei. O prazo para o recebimento dos 20 mil apoios seria para o dia 11 de abril de 2017, porém, neste dia 6 de março a proposta já contava com quase 21 mil apoios públicos, de forma que irá à discussão assim que possível.

Um caso bastante divulgado de acusação de estupro considerada falsa é o de uma jovem que tentou indiciar um segurança por abuso sexual durante uma festa de Reveillon em 2016. O segurança, Wellington Monteiro, foi considerado inocente por falta de evidências em exame de Corpo de Delito da jovem, além de testemunhos que contradiziam a versão da acusadora.

Publicidade

Após o ocorrido, Wellington fez uma publicação pedindo que seu caso torne-se um exemplo para que vidas não sejam destruídas por falsas acusações tão graves, segurando um cartaz com a hashtag "#SempreFuiInocente".

Recentemente, uma Ideia Legislativa de bastante sucesso, que também atingiu mais do que os 20 mil apoios necessários, foi a que exigia o fim do Estatuto do Desarmamento. Ideia apoiada por figuras públicas como o deputado federal Jair Bolsonaro, a Ideia tornou-se uma Sugestão Legislativa será discutida no Senado o quanto antes. Movimentos pedindo pela mesma coisa ocorreram no mês de fevereiro deste ano, e o Estatuto do Desarmamento é motivo de discussão entre o povo brasileiro há anos, onde uma porcentagem da população diz que não sente-se mais segura devido à proibição do porte de armas e exige o direito de armar-se. #Jair Bolsonaro