O senador do Rio Grande do Sul, Lasier Martins (PSD), foi acusado de agressão contra sua esposa, a jornalista Janice Santos. Ela informou para a Polícia Civil do DF que apanhou de cinta do marido e teve um corte profundo na mão após tentar se defender dos golpes dele.

As agressões já duram há mais de 2 anos e meio, porém, ela chegou ao limite da humilhação, nesta quinta-feira (30) e decidiu denunciar o marido.

Devido Lasier Martins ter foro privilegiado, o procedimento contra ele será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A advogada de Janice, Renata França, disse que ela já foi três vezes prestar queixas do senador na Polícia, mas sempre desistia das denúncias e as agressões não paravam.

Publicidade
Publicidade

Agressões

Janice contou como tudo aconteceu. Ela descobriu uma suposta traição do senador ao ver mensagens que chegavam em seu celular. Uma mulher tentava marcar encontro com ele, no final de semana. Janice disfarçou como assessora do seu marido e perguntou se a mulher era namorada do senador. Ao ouvir a confirmação, a jornalista avisou para a moça que ela era a esposa dele.

Quando Lasier voltou para casa, negou a traição e começou a discutir com ela. Nesse momento deu um tapa nela, na presença da filha de 10 anos. Passado alguns dias ele tentou de novo bater nela, após discutirem sobre o mesmo caso, e ela se defendeu com um porta-jóias que acabou causando um corte profundo em sua mão.

Ao ver a quantidade de #sangue, Lasier se assustou e se trancou no quarto, meio transtornado. Em seguida falou para sua esposa que iria ligar para a mulher das mensagens para mostrar que não tinha nada de traição.

Publicidade

Humilhação

O parlamentar ligou para a mulher das mensagens e deixou no viva-voz. Depois começou a bater com cinta nela. De acordo com Janice foi uma verdadeira humilhação, ser agredida e a outra pessoa na linha ouvindo os gritos dela.

A jornalista disse que não pretende atrapalhar a carreira política do parlamentar, mas que já não estava suportando essas agressões.

Lasier negou as agressões e disse que mulher dele está apenas tentando criar manobras para tirar proveito de acordo judiciais. #agressão #Senado Federal