Após depoimento na delação da #Lava Jato, Marcelo Odebrecht afirmou que todos os políticos receberam dinheiro proveniente de caixa 2. Seja diretamente para o candidato, ou mesmo proveniente do partido:”Duvido que tenha um político no Brasil que tenha se eleito sem caixa 2, e se ele diz que se elegeu sem, é mentira porque recebeu do partido. Então, impossível”, afirmou Marcelo Odebrecht.

Enquanto as investigações da Lava Jato focam cada vez mais na classe política, as articulações e manobras para os mesmos se protegerem avançam no Congresso. Os políticos buscam se manter no poder para ficarem impunes, ou mesmo protelar as investigações e julgamentos para que prescrevam os casos.

Publicidade
Publicidade

O foro privilegiado os mantém fora dos julgamentos dos juízes de primeira e segunda instância, levando sempre o caso para o STF.

Os políticos analisam e debatem formas para editar a PEC do Fim do Foro Privilegiado a fim de criar uma comissão especial para julgar políticos para se protegerem da Justiça comum. A cobrança principal dos Movimentos Pró Impeachment e Contra a Corrupção, que tem apoio popular, é que todos sejam iguais perante a lei, e com isso todos os políticos sejam julgados na Justiça comum, trazendo celeridade nos casos e acabando com o protecionismo legislativo que impera na política brasileira. A classe política trabalha arduamente de forma contrária.

Outra manobra que buscam os políticos para se perpetuarem no poder é via #Reforma política. Querem passar a lista fechada, quando os eleitores votam na legenda partidária, deixando a decisão para o partido eleito escolher o nome que ocupará o cargo, contrariando a democracia, que busca o direito de liberdade e escolha.

Publicidade

Os principais políticos investigados poderão se colocar nos cargos eleitos por decisão partidária, mantendo assim os benefícios protecionistas, como o foro privilegiado.

Quem perde é a população. Nenhum brasileiro confia mais nos partidos, já que quase todos estão sendo investigados por corrupção. Dentro do atual cenário político, após as declarações de Marcelo Odebrecht, que afirma o que era suspeita de grande parcela da população, a esperança do brasileiro reside apenas em poucos políticos já eleitos. Se novos nomes surgirem, a reestruturação partidária, política e cultural será iniciada. A população anseia em escolher novos nomes para que haja #Renovação Política.