Michel Temer está planejando, juntamente com sua equipe de advogados, anular os depoimentos de todos os delatores da empreiteira Odebrecht. A argumentação se baseia no fato de que o ministro Herman Benjamin que convocou todos os executivos da empreiteira para depor, agiu ilegalmente.

Defesa de Michel Temer

Os advogados de #Michel Temer declaram que os ministro não poderia ter convocado os executivos se baseando em prova 'ilícita', pois, houve um vazamento da #Delação de Claudio Melo Filho. A delação estava sob sigilo e não poderia ter sido usada como prova. A estratégia usada pela defesa de Temer vai depender muito das delações.

Publicidade
Publicidade

Há indícios de que algumas informações dadas à Justiça Eleitoral estão descontextualizadas do restante e podem prejudicar o Presidente, que perderá o mandato.

Depoimento de Marcelo Odebrecht

Segundo o que #Marcelo Odebrecht disse no seu depoimento, acertou o valor de R$ 150 milhões para a chapa Dilma-Temer em 2014. Entretanto o valor de R$ 50 milhões era uma contrapartida para a votação da medida provisória do Refis, que foi enviada ao Congresso em 2009. A MP seria para beneficiar a Brasken, empresa ligada ao grupo Odebrecht. Com seu depoimento, Eliseu Padilha foi prejudicado politicamente ainda mais.

Confirmando o depoimento de Melo Filho, Marcelo disse que Michel Temer não mencionou valores na conversa sobre a doação feita ao PMDB em 2014. Marcelo Odebrecht assim como Claudio Melo Filho disse que foi Eliseu Padilha quem determinou a quantia a ser doada.Na versão do mesmo, o pagamento de R$ 10 milhões ao PMDB foi acertado com Padilha depois do jantar no Palácio do Jaburu, pois, o mesmo era dirigente do partido na época.

Publicidade

O pedido da defesa de Temer

O pedido dos advogados de Temer, para anular os depoimentos poderá atrasar o processo no TSE. Esse atraso poderá se estender a 2018, que é o último ano do governo Temer. Herman Benjamin que terminará seu mandato em outubro deste ano dá sinais de que pedirá a cassação da chapa Dilma-Temer. Corre à boca pequena, que a defesa do Presidente aguarda somente a troca de ministros, para dar andamento nos trâmites para anular a sentença de Herman. Obviamente que tudo foi negado por eles.