A empresa Amazon provocou o prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, através de um anúncio falando sobre os "muros cinzas" da cidade, enfatizando o fato do prefeito apagar grafites de ruas, como na Avenida 23 de Maio. A propaganda dizia: "Cobriram a cidade de cinza?" e ainda no final da propaganda dizia que as histórias dos livros iriam cobrir o cinza da cidade. A Amazon é um empresa que vende livros digitais e o objetivo era pra divulgar o "Kindle", um aparelho para leitores.

Doria recebeu muitas críticas após apagar desenhos de muros de São Paulo e fazer uma separação do que é grafite e vandalismo, dando chance zero a pichadores.

Publicidade
Publicidade

Recentemente ele anunciou que irá investir em um projeto para #artistas urbanos, um museu a céu aberto para que grafiteiros exponham seus trabalhos.

Com as provocações da Amazon, o prefeito resolveu dar uma "bela resposta" através de um vídeo divulgado pela sua página oficial da rede social #Facebook. Doria é enfático e fala que se a empresa Amazon tem tanto zelo pela cidade de São Paulo, estaria na hora dela fazer um gesto de carinho, dando uma doação, ajudando os paulistanos. O prefeito ainda dá sugestões, como doar livros para as bibliotecas da cidade, computadores para as escolas municipais que tanto precisam e termina dizendo que com isso, a população irá agradecer e São Paulo se tornará cada vez mais, uma cidade feliz.

Veja o vídeo com a resposta do prefeito

João Doria quer a Amazon autêntica e não oportunista

Ainda na publicação, Doria diz que viu um vídeo da Amazon utilizando a imagem de São Paulo, para vender seus livros e aparelhos.

Publicidade

João Doria diz que como eles tem muito amor por São Paulo, deveriam fazer doações, para que esse amor seja literalmente comprovado. Com isso, a transformação da cidade caminharia de forma muito melhor, ele ainda lembra que se a Amazon quiser, poderá investir/patrocinar a "MARs - Museus de Arte de Rua", projeto para os artistas de rua paulistanos.

Dória fala que há muitas formas da empresa se tornar autêntica e não uma oportunista. #João Dória