O primeiro encontro pessoalmente - de prováveis muitos que virão - em depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o juiz de primeira instância, Sérgio Moro, está marcado para ocorrer no próximo dia 3 de maio. Durante uma entrevista nesta quinta-feira (20) a uma rádio de Sergipe, o petista prometeu "dizer o que pensa" a Moro sobre a Lava Jato.

O ex-presidente negou todas as acusações envolvendo seu nome e criticou a Lava Jato, afirmando que ela está "subordinada à pirotecnia" proveniente da mídia e do Ministério Público Federal (MPF). Lula ainda argumentou dizendo que não ia se estender no assunto porque tinha depoimento marcado dia 3, mas desafiou dizendo que não precisa provar sua inocência, "eles" é que devem provar sua culpa.

Publicidade
Publicidade

Segundo o petista, até agora, contra ele, só foram ditas palavras e escritas inverdades, contra outros, por outro lado, até contas já foram achadas.

Lula citou nominalmente a Rede Globo. O ex-presidente afirmou que a emissora é que terá que provar que "o apartamento é meu, que a chácara é minha". E ainda acusou dizendo que, diferente dele, que ainda não foi achada nenhuma conta com um centavo em seu nome, dos candidatos dela (Rede Gobo) já foram encontradas. #Dentro da política