O comandante máximo do #Exército do Brasil, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, se referiu a atual crise moral que assola o país, nesta quarta-feira (19), em meio às comemorações do dia do Exército, em Brasília. A cerimônia organizada na capital federal, contou com a participação e condecorações de diversas personalidades brasileiras. Dentre os homenageados, pode-se destacar o juiz federal Sérgio Moro, que recebeu as condecorações da Ordem do Mérito Militar.

Publicidade

O juiz Sérgio Moro é o responsável pela maior operação de combate à corrupção na história do Brasil; a Operação Lava-Jato.

Publicidade

A força-tarefa conduzida por Moro, possui seus trabalhos realizados a partir da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no estado do Paraná e investiga desvios bilionários dos cofres públicos da Petrobras, cujos rombos acarretaram prejuízos imensos à estatal e ao país. O evento também contou com a participação do presidente da República, Michel Temer.

General se manifesta sobre a situação do país

O general comandante máximo do Exército brasileiro, Eduardo Villas Bôas, se manifestou sobre a grave situação brasileira. O general se expressou afirmando que existe um momento de "aguda crise moral no Brasil", o que está "expressa em incontáveis escândalos de corrupção", ressaltou o general do Exército. Durante o evento, o presidente da República, Michel Temer, não discursou. Uma das personalidades muito aplaudia no evento militar, foram os deputados federais Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) e seu filho Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), ao serem anunciados.

Publicidade

Dentre outros agraciados pelas condecorações do Mérito Militar, estavam os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin e Luís Roberto Barroso. Dentre políticos que tamb[em receberam a honraria, estavam os senadores Álvaro Dias (PV-PR) e Armando Monteiro (PTB-PE).

O general Villas Bôas foi ainda mais contundente sobre a crise enfrentada pelo Brasil ao afirmar que "não existem atalhos fora da Constituição Federal e que o caminho a ser seguido requer a sinergia de todos, além de ressaltar que o Exército tem fé nos valores da democracia brasileira, além da resiliência que proporcionou que a instituição (Exército) se tornasse vitorioso muitas vezes", ressaltou o general brasileiro. Em uma crítica direta ao sistema político brasileiro, Villas Bôas, declarou que "o colapso da segurança pública, nos cobra dezenas de milhares de vidas todos os anos", disse o militar. #SérgioMoro #Lava Jato