Nessa semana, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro (ambos do PSC do Rio de Janeiro) publicou um vídeo que acabou viralizando na internet. As imagens mostram a deputada federal Maria do Rosário, do Partido dos Trabalhadores (PT) tendo um ataque de fúria nos corredores da Câmera Federal, em Brasília. A parlamentar está muito irritada e parece fora de si. Quem grava as imagens do seu ataque de fúria é Eduardo Bolsonaro. Maria e o pai dele já tiveram sérios problemas no passado, quando a petista chegou a dizer que ele teria incentivado o estupro com ela através de uma fala. Jair sempre negou que tivesse incentivado qualquer violência contra a mulher e lembrou que, pelo contrário, durante a vida de homem público o que defendeu foram ideias contra o estupro e, especialmente, contra os abusadores.

Publicidade
Publicidade

A polêmica dessa vez começa quando a deputada está no corredor da Câmara e começa a gritar para todos saírem dali. Em seguida, ela inicia gritos contra um homem que está ao seu lado, o chamando de canalha diversas vezes e mandando que ele saia de perto dela. Ela grita tão alto que, em alguns momentos, a voz dela chega a ficar branda e quase sumir. O vídeo já começa com a parlamentar gritando. Por isso, não dá para saber ao certo por que ela teria tomado tal atitude. De acordo com o deputado federal Eduardo Bolsonaro, que chegou a usar uma página no Facebook para falar do assunto, tudo aconteceu do nada.

O homem, que estaria sendo insultado por Maria, segundo site '365 News', que publicou uma reportagem sobre o fato nessa sexta-feira, 28, teria setenta anos. Em determinado momento, Rosário chega a ameaçar o senhor de agressão física, o que surpreende quem está ao seu redor.

Publicidade

“Sai daqui que eu lhe esbofeteio, seu canalha. Podre. Apareça aqui que eu lhe esbofeteio, seu covarde”, diz ela repetidas vezes. Uma colega do PSOL, a deputada federal Luísa Erundida, chega perto da petista e tenta acalmá-la. Outro deputado do PSOL, Ivan Valente, aparece olhando para trás para Bolsonaro, como quem está preocupado, já que tudo está sendo filmado.

Maria ainda percebe que está sendo filmada por Bolsonaro e diz que ele pode continuar a gravar, chamando o político de canalha. Ele, por sua vez, diz que ela pode chorar bastante. As imagens já têm mais de quatro milhões de exibições no Facebook. Veja abaixo o vídeo com a deputada Maria do Rosário dizendo que pode esbofetear um colega:

E você, o que achou da atitude da deputada? Será que ela estava em um mau dia? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante. #Política