O presidente do Senado, Eunício Oliveira, passou mal na noite desta quarta-feira (19), e já de madrugada teve que ir para o hospital em caráter urgente. Ele está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Santa Lúcia. A sua mulher, Mônica Paes de Andrade de Oliveira, percebeu o mal-estar do parlamentar e já chamou seu filho para socorrê-lo e levá-lo ao hospital. De acordo com Mônica, todos tiveram um grande susto ao ver Eunício desmaiar.

Nos exames iniciais não foi constatado AVC (Acidente Vascular Cerebral). Os médicos chegaram a acreditar que Eunício estava sofrendo de encefalite viral. Seria um tipo de inflamação no cérebro após infecção do sistema nervoso central.

Publicidade
Publicidade

Mas, esta hipótese já foi descartada.

Antes de passar mal, o presidente do Senado estava assistindo TV. No começo das reportagens, ele demonstrava um certo contentamento com o resultado da sessão do Senado que ele tinha presidido. Os senadores aprovaram duas propostas que estavam em grande repercussão na mídia. Uma era sobre o projeto de abuso de autoridade e a outra o fim do foro privilegiado.

Irritação

Tudo ia bem até que o #Jornal Nacional deu uma notícia não muito correta, na visão do parlamentar. Na reportagem, era informado que o Senado, que tem 28 parlamentares com problemas na Operação Lava Jato e que respondiam por inquéritos no Supremo, aprovou o foro privilegiado com 75 votos. Segundo a reportagem, foi unanimidade a votação, apenas o presidente Eunício Oliveira não votou.

Pelas regras do regimento interno do Congresso, o presidente só votaria se houvesse um empate, mas isso não foi explicado pela emissora.

Publicidade

Eunício sentiu que as pessoas poderiam imaginar que ele estava contra a aprovação do fim foro privilegiado. Sendo que ele, foi um dos que lutou para que a votação ocorresse e a proposta fosse aprovada. Ele não considerou justo a informação "mal dada".

Ligação para a Globo

O presidente decidiu ligar para a emissora demonstrando sua fúria com a notícia e se queixando sobre o fato ocorrido que poderia "atrapalhar" a sua imagem e não estava de acordo com os seus conceitos.

Logo após essa irritação, ele começou a assistir a partida de futebol válida pela Copa Libertadores da América. O jogo era entre Atlético Paranaense e Flamengo. Cochilou um pouco e acordou pálido, sentindo-se mal. Seu filho o levou rapidamente para a Clínica Daher, a mais próxima deles. Depois, ele foi levado para a UTI. #Senado Federal