“Um fantasma ronda o Planalto”. Este é o título do artigo de opinião disfarçado de reportagem assinado pelo jornalista Marcelo Godoy que foi publicado pelo #Estadão neste domingo (2). O texto é recheado de criticas ao deputado federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSC-RJ).

Na construção da reportagem Godoy ouviu o deputado federal Chico Alencar (PSOL-RJ) e o professor de Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP), José Álvaro Moisés.

O repórter acompanhou Jair Bolsonaro em Brasília, no último dia 22 de março, 11 dias antes de a reportagem ser publicada no impresso e em sua versão digital.

Publicidade
Publicidade

Bolsonaro e fãs

A reportagem relata que #bolsonaro é bastante procurado por fãs Brasil afora. Em aeroportos (como o de Belo Horizonte e o de Campina Grande), o parlamentar já foi diversas vezes recebido aos gritos de “mito”.

Nas redes sociais, Bolsonaro mostra seu poder ao ser seguido por mais de quatro milhões de pessoas e atrair muita gente às suas publicações quase sempre polêmicas.

Segundo Gody, enquanto entrevistava Bolsonaro contou cerca de 61 pedidos de selfies com o deputado federal e pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Social Cristão – ele deve mudar de partido em breve.

Apesar de momentos positivos ao deputado, a reportagem tem um teor bastante polêmico. Chico Alencar, por exemplo, faz críticas ao deputado. “Com sua forma bruta e tosca, ele agrada os desencantados com a política.

Publicidade

Ele é uma expressão da antipolítica", afirmou o parlamentar do PSOL.

Pesquisa

#Jair Bolsonaro aparece bem cotado nas pesquisas de intenção de votos e tem chances reais de ir ao segundo turno nas eleições de 2018, provavelmente contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Até as eleições, porém, muita coisa deve acontecer e quando o horário político começar muita coisa pode mudar no cenário eleitoral. Jair Bolsonaro conta com sua força nas redes sociais para se manter no topo da disputa e chegar com reais de ser eleito em 2018.

A entrevista de Bolsonaro ao Estadão será publicada na íntegra pelo próprio deputado.