O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista ao programa "SBT Brasil", nesta quarta-feira (26), e abordou diversos assuntos, entre eles as acusações do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Para Lula, o objetivo do tucano é apenas conquistas "5 minutos de glória" a suas custas.

O petista afirmou que o objetivo de Doria é que ele o resposta, para assim ele acabar ganhando repercussão nacional. Em entrevista recente, o ex-presidente já havia dito que Doria não tem como concorrer a uma eleição presidencial, pois é um mero desconhecido no país. Lula ainda completou dizendo que o prefeito de SP precisa parar de "pirotecnia" e que não irá responde-lo, pois Doria teria que passar por muitos obstáculos ainda para chegar até ele.

Publicidade
Publicidade

Eleição 2018

Questionado se será o representante do PT em 2018, Lula afirmou que "na situação que está, eu serei candidato. Eu agora que ser candidato". E disse que terá sim condições jurídicas para se candidatar, respondendo uma dúvida que muitas pessoas têm. O ex-presidente garantiu que não existe nenhum impedimento jurídico contra sua candidatura e nem haverá.

Diálogo presidencial

Com Fernando Henrique Cardoso, Lula afirmou que há espaço para diálogo, porém, com Michel Temer, não existe essa possibilidade pela forma como ele chegou ao poder. #Dentro da política