As afirmações de delatores da Odebrecht acusando o ex-presidente Lula parecem não influenciar boa parte da população, que querem ver o petista de volta à presidência da República na eleição do próximo ano. Pelo menos é essa conclusão que se dá para tirar das últimas pesquisas presidenciais divulgadas esta semana. Segundo o Ibope, Lula é o pré-candidato com maior potencial de voto. Já o Vox Populi mostra Lula liderando todos os cenários possíveis.

Segundo o Ibope, um ano passado do impeachment da ex-presidente Dilma, a rejeição do ex-presidente Lula caiu 14%. Na pesquisa divulgada nesta quinta-feira (20), Lula aparece com 30% dos votos daqueles que disseram que votariam nele "com certeza".

Publicidade
Publicidade

Já 17% disseram que "poderiam votar" no ex-presidente. 51% afirmaram que não votariam "de jeito nenhum" em Lula.

O presidente nacional do PSDB é o tucano que se encontra em pio situação. Segundo o Ibope, de outubro de 2015 para agora, o potencial de voto do senador caiu de 41% para 22%. Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin caiu no mesmo período de 29% para também 22%. Já José Serra caiu de 32% para 25% de potencial de voto. Todos os três tucanos possuem uma taxa de rejeição maior do que Lula: 62%, 54% e 58%, respectivamente. #Dentro da política