O ex-presidente #Lula esteve no centro de uma polêmica na Câmara dos Deputados nesta terça-feira. Tudo começou quando deputados de oposição saíram em defesa do líder petista, que segue com o nome envolvido nas delações da Odebrecht e é réu em cinco ações penais na Lava-Jato.

O primeiro a defender Lula foi Sílvio Costa, do PTdoB de Pernambuco, que criticou publicações da imprensa sobre a delação de Léo Pinheiro, da OAS, que garantiu ter sido orientado por Lula a destruir provas de depósitos de "caixa 2" ao PT. Pinheiro também revelou que o triplex do Guarujá pertencia ao petista.

Costa subiu à tribuna e defendeu Lula, dizendo ter certeza que ele era inocente.

Publicidade
Publicidade

Em uma crítica direcionada ao PSDB, ele ironizou os deputados tucanos e duvidou que eles pedissem a palavra para defender nomes como Aécio Neves e José Serra, que estão sendo investigados após as delações da Odebrecht.

"Vocês estão caladinhos! Eu venho aqui e defendo o Lula. Sabem por que vocês não defendem ninguém? Porque sabem que eles são culpados!", disse em referência ao PSDB.

Após esse discurso, deputados de oposição fizeram discurso pró-Lula e outros da base do governo criticaram o ex-presidente. Jorge Solla, do PT baiano, por exemplo, pregou a eleição de Lula em 2018."Vocês vão tomar mais uma surra nas urnas", disparou.