A mulher do deputado cassado, #Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Cláudia Cruz, levou um grande susto ao descobrir que a Polícia Federal sondava seu condomínio no Rio de Janeiro. Cláudia se desesperou ao achar que o juiz federal Sérgio Moro estaria com uma mandado de prisão para ela, com isso, entrou em choque.

Na verdade, a Polícia Federal estava em busca de outro criminoso, o presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, Jorge Picciani. Cláudia estaria em uma fase de depressão devido aos acontecimentos envolvendo sua família e a prisão de seu marido, acusado de crimes como corrupção e lavagem de dinheiro.

A sorte não estaria do lado de Cláudia, recentemente ela sofreu um acidente enquanto estava andando de bicicleta.

Publicidade
Publicidade

Ao ir visitar seu marido na prisão, a jornalista teve que ir de cadeira de rodas até o Complexo Médico Penal, em Pinhas, Paraná.

A vez foi de Jorge Picciani

A delação premiada do ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro, Jonas Lopes, colocou na cadeia pela Operação Quinto de Ouro, cinco conselheiros do TCE. Jorge Picciani foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal. O condomínio de Picciani é de luxo e localizado em uma boa região do Rio de Janeiro, o mesmo condomínio em que está a mulher de Cunha. Agentes da polícia foram até o gabinete do ex-presidente do TCE e saiu com malotes, foi feito buscas e apreensão.

Cunha na cadeia

O juiz federal Sérgio Moro, condenou Eduardo Cunha para onze anos de prisão. Eduardo Cunha teria cobrado um "pedágio" para a #Petrobras em troca de apoio ao governo da ex-presidente Dilma Rousseff.

Publicidade

Cunha está preso desde outubro de 2016 em decreto por Moro, o juiz federal ganhou grande notoriedade ao colocar nomes poderosos de políticos na cadeia, incluindo também empresários da alta sociedade.

Um negócio envolvendo a petroleira de Belim, África, foi algo que prejudicou a Petrobras e teve acertos de contratos partindo de Cunha. Depois que a Operação #Lava Jato entrou em vigor em 2015, a Petrobras aprovou a saída do negócio.