Nesta sexta-feira (07), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu entrevista para a rádio O Povo/CBN, de Fortaleza e muitos dos assuntos estavam voltados para o encontro entre ele e o juiz Sérgio #Moro. A data será no dia 03 de maio e o juiz junta provas para mostrar todo o esquema criminoso que o petista comandou nos escândalos de corrupção da Petrobrás. Enquanto isso, #Lula demonstra ansiedade e um pouco de aflição. Ele afirma que até hoje ninguém provou nada contra ele, foram apenas convicções.

O ex-presidente revelou que está ansioso e quer muito saber onde foi que errou. "Quero saber quais provas que eles têm contra mim", disse Lula.

Publicidade
Publicidade

O petista disse que já teve sigilos bancário e telefones quebrados e ressaltou que já invadiram muito a sua vida. "Quero ir responder todas as perguntas e ver as provas que eles têm. Lembrando que provas são coisas escritas, conta bancária, quero ver documento", comenta Lula.

Reconhecimento?

O ex-presidente foi perguntado sobre quais coisas ele pretende dizer ao juiz quando estiverem frente a frente. Lula afirmou não querer dizer nada, apenas ouvir as provas que o magistrado tem contra ele. Num determinado momento da entrevista, Lula reconhece o trabalho do juiz Sérgio Moro: "Acho que o Moro tem um papel importante na história do país", disse o petista.

Se formos analisar essa frase de Lula, poderia achar estranho, já que em quase todas as convenções e discursos realizados com militantes, Lula tem demonstrado raiva do juiz e seus advogados tentam processa-lo de todas as formas.

Publicidade

Será uma estratégia de Lula, sua forma de reconhecer a importância de Sérgio Moro para o país? Fica no ar a pergunta.

O petista será o último a depor de uma série de depoimentos coletados pelo juiz. Lula é acusado de reformar um triplex, no Guarujá, litoral de São Paulo e um sítio, em Atibaia. De acordo com as denúncias, todas as reformas foram feitas com dinheiro oriundo de propinas da Construtora OAS em acordos de corrupção com a Petrobrás.

Síndico

O Juiz Sérgio Moro pediu para o síndico do Condomínio Solaris, onde está o triplex de Lula, para que passe todos os registros de entrada e saída de Lula e de sua esposa Marisa Letícia, no prédio. O síndico, Mauro de Freitas, terá cinco dias para fornecer todos os detalhes, inclusive imagens deles entrando no local.

Moro quer também um relatório com todas as queixas do condomínio contra a Construtora OAS.

São provas que Moro está colhendo contra o ex-presidente.