Na última quarta-feira, 29, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), participou de um evento para a entrega de moradias populares e em meio aos cidadãos, um homem gritou: ‘golpista’, em protesto contra o político, que apoiou o impeachment de Dilma Rousseff.

Como Doria não é o tipo de prefeito que ignora ataques, aproveitou que estava com o microfone em mãos e respondeu: ‘Golpista é roubar o dinheiro do povo’ e ainda completou ‘Vá procurar a sua turma em Curitiba’, em referência ao MPF, onde os réus da Lava Jato são julgados e condenados. O político recebeu gritos e aplausos em seu apoio. O evento também contou com a presença do governador do estado, Geraldo Alckmin e do ministro das cidades, Bruno Araújo.

Publicidade
Publicidade

Inimigo declarado do #PT

Uma semana antes da declaração de Doria, em evento popular, ele havia utilizado uma rede social para afirmar que Lula é o maior cara de pau que já conheceu. A declaração foi realizada após ver um discurso do ex-presidente da República.

Nessa semana, durante discurso na 10ª edição da Brazil Conference, evento promovido pelo Bank of America Merrill Lynch, Doria declarou que o PT promoveu o maior roubo que o país já viu, bem como deixou claro que, diferentemente de Lula, conquistou o seu dinheiro com muito trabalho. Doria é um empresário bem sucedido e também apresentou programas de TV antes de se tornar político, logrando êxito na sua primeira candidatura.

Logo que ganhou a eleição, em outubro do ano passado, Doria declarou que iria visitar Lula em Curitiba, insinuando que ele estaria preso em breve.

Publicidade

Esse fato repercutiu com facilidade na imprensa e acabou revoltando alguns políticos da oposição.

João Doria também tem despertado a ira de outros opositores, como do ex-ministro Ciro Gomes, que já anunciou que será candidato à presidência em 2018. O político chegou a dizer que prefere Bolsonaro, ao prefeito de São Paulo. Segundo Ciro, Doria não é sincero em suas declarações.

O que você acha da postura do prefeito João Doria? Deixe um comentário opinando sobre o político. #Golpe #João Dória