Em mais uma demonstração de descontentamento e estabelecendo exponencialmente a "ruptura" com o Palácio do Planalto, o senador #Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado Federal, fez novas críticas à política e às medidas implementadas pelo #Governo do presidente da República, #Michel Temer. A escalada de conflitos entre o senador alagoano e o governo federal, subiu de patamar, já que o senador utilizou há pouco tempo as redes sociais, através da postagem de um novo vídeo em que critica duramente o presidente Temer, pelas medidas tomadas e sancionadas em se tratando da "terceirização irrestrita", que na visão do senador, acaba punindo o trabalhador e a região Nordeste do Brasil.

Publicidade
Publicidade

A "guerra" entre Temer e Renan, pôde ser verificada quando o presidente nomeou para o Tribunal Regional da Quinta Região, um nome indicado pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira, do PMDB do Ceará, contrariando as expectativas de Renan que esperava que um nome ligado a ele fosse o indicado. A indicação para o cargo foi dada a Leonardo Henrique de Cavalcante Carvalho. A escolha feita pelo presidente, foi vista como uma grande represálias às intenções de Renan Calheiros, que vem realizando "ataques" constantes ao governo e postagens nas redes sociais, ao invés de acalmar os ânimos, de acordo com correligionários.

Rompimento com Temer

Ao sintetizar suas críticas voltadas principalmente em relação à reforma da Previdência a ser discutida no Congresso, provavelmente, no segundo semestre deste ano e ainda, as críticas dirigidas às medidas sancionadas pelo presidente, no que confere ao projeto de "terceirização", o senador Renan Calheiros "desafiou" Temer com uma frase: "A sanção da terceirização irrestrita e a insistência em promover a reforma da Previdência Social, que pune o trabalhador e o Nordeste brasileiro, mostram que o governo continua errático. E quem não ouve, erra sozinho", afirmou o senador do PMDB de Alagoas.

Publicidade

As palavras duras de Renan Calheiros, também soam como uma forma de se defender das acusações e envolvimento na Operação Lava-Jato, da Polícia Federal. Vale ressaltar que o senador possui prerrogativa de foro privilegiado.

Veja o novo vídeo dos "ataques" do senador Renan Calheiros ao presidente Michel Temer: