Em meio a diversas denúncias e réu em cinco processos, três deles da Operação Lava Jato, Luiz Inácio #Lula da Silva pode comemorar o apoio de parte do eleitorado brasileiro, como mostrou pesquisa do DataPoder360.

O Instituto de pesquisa realizou levantamento entre os dias 7 e 8 de maio e 2.157 pessoas, com 16 anos ou mais, foram entrevistadas, em 243 cidades brasileiras. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

Único candidato em quem votaria

O DataPoder 360 perguntou aos eleitores quem seria o único candidato em quem votariam. Lula, com 24%, foi o pré-candidato com eleitorado mais fiel. Jair Bolsonaro (PSC) veio logo atrás, com 17%; seguido por João Doria (PSDB), com 13%; Marina Silva (Rede) teria 7%; enquanto Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB) teriam 4%, cada um.

Publicidade
Publicidade

Os números mostram que esses 24% de eleitores não teriam ou não se interessam por votar em outro candidato que não seja o ex-presidente que governou o Brasil entre 2003 e 2010.

Além dos 24% de eleitores que só votariam em Lula, há ainda outros 12% que poderiam votar nele.

Trecho da pesquisa que mostra que 24% dos eleitores votariam no Lula.

Pesquisas

Pesquisas divulgadas pelo Datafolha, Ibope, CNT/DMA, Paraná Pesquisas e DataPoder360 mostram Lula à frente de todos os demais prováveis candidatos das eleições de 2018.

Mesmo diante das denúncias contra o ex-presidente e de acusações de corrupção envolvendo os governos do PT, Lula se mantém firme e forte. Além dos resultados do primeiro turno, em que lidera em todos os cenários pesquisados, Lula também venceria quase todos os concorrentes nas projeções de segundo turno.

Publicidade

Dois problemas podem atormentar o ex-presidente até as eleições de 2018. O primeiro deles, e mais grave, é que Lula pode ficar inelegível, caso seja condenado em segunda instância em um dos cincos processos em que é réu. Os petistas já dão como certo a condenação no caso do Tríplex do Guarujá, julgado por Sergio Moro, em primeira instância.

Outro problema para Lula é a rejeição. Embora 24% dos eleitores votariam somente nele e outros 12% poderiam votar, há um grupo de 54% de eleitores que não votariam em Lula de forma alguma.

Caso confirme a candidatura, o ex-presidente terá que trabalhar bastante a sua imagem para diminuir essa rejeição. Por esse motivo, alguns petistas preferem que o presidente Michel Temer (PMDB) continue no cargo até as próximas eleições. O motivo é simples: Temer “apanharia” da imprensa até lá e isso diminuiria o espaço nos telejornais para falar de Lula. #Eleições 2018