Na noite de ontem dia 17/05/2017 o jornal O GLOBO publicou uma matéria com o principal conteúdo da delação dos donos da empresa JBS, Joesley e Wesley Batista. A matéria trata de gravações que os irmãos fizeram de conversas com o atual presidente Michel Temer e Aécio Neves, e também revelações que envolvem Guido Mantega, Eduardo cunha e outros nomes.

Michel Temer

Os irmãos revelaram gravações de conversas com o presidente #Michel Temer, na conversa ele indica o deputado Rodrigo Rocha Loures, para tratar de assuntos da holding que controla a JBS, em seguida o mesmo foi filmado recebendo uma mala com R$500 mil entregues pelo próprio Joesley.

Publicidade
Publicidade

Na conversa com Temer foi mencionada também uma mesada paga por Joesley ao ex presidente da câmara Eduardo Cunha e Lúcio Funaro para comprar o silêncio dos mesmos. Sobre esta mesada, Temer declara que isso deve ser mantido.

Aécio Neves

Além da menção de Temmer e Lúcio Funaro, foi gravada uma conversa com o senador Aécio Neves. O mesmo pedindo o valor de R$ 2 milhões para Joesley. O valor foi entregue a Frederico Pacheco, um primo do senador. Esta entrega foi registrada pela #Polícia Federal, e as cédulas devidamente rastreadas, descobrindo que as mesmas foram parar na conta do senador do PSDB de Minas Gerais Zeze Perrella. Nesta manhã a polícia Federal prendeu Andreia Neves, irmã e assessora de Aécio, e também seu primo Frederico Pacheco. Foi preso também Dante Funaro, irmão de Lúcio Funaro.

Publicidade

Guido Mantega

O ex-ministro da fazenda Guido Mantega também foi mencionado na delação dos empresários. Segundo eles, o ex-ministro era seu contato no PT. A propina era negociada com ele para ser distribuído para os integrantes do partido e aliados. Guido Mantega também era responsável pelos interesses da JBS no BNDES.

Eduardo Cunha

Joesley revelou que pagou ao ex presidente da câmara Eduardo Cunha após sua prisão, o valor de R$ 5 milhões referente a propina do PMDB que estava com ele. Revelou ainda que estava devendo R$ 20 milhões referente a lei sobre a desoneração tributária no setor do frango de interesse da empresa.

A delação premiada com os donos da JBS foi fechada a dois meses, foram feitas filmagens pela polícia federal, rastreamento das cédulas distribuídas e foram colocados chips para rastreamento das malas.

Os irmãos foram autorizados pela polícia federal a sair do país. Os mesmos estão sofrendo ameaças de morte e estão refugiados em um apartamento próprio nos Estados Unidos. #Política