Nesta quarta-feira (17), um dado bombástico atingiu o governo do presidente Michel Temer, do PMDB. Delatores da JBS, em delação dada à Procuradoria-Geral da República, mostraram áudios que flagrariam Temer em uma conversa sobre discussão de mesada para o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. O dinheiro seria pago para Cunha, que está preso, a fim de que ele continuasse calado.

Além de Michel, o senador Aécio Neves, do PSDB de Minas Gerais, também aparecesse nas escutas. Ele solicitou, segundo dados dados em primeira mão pelo jornalista Lauro Jardim, de 'O Globo', uma quantia de R$ 2 milhões para ter ajuda nas despesas para se defender da Lava-Jato.

Publicidade
Publicidade

Um primo de Aécio foi filmado pela Polícia Federal com uma mala cheia de dinheiro. Há um vídeo que mostraria isso, segundo 'O Globo'.

Solicitação de impeachment ou renúncia de Michel Temer

Não demorou muito para que diversas personalidades pedissem o impeachment de #Michel Temer. O deputado federal Alessandro Molon, da Rede, informou que o pedido será encaminhado à Câmara. Manifestações foram feitas em algumas cidades brasileiras, após a notícia bombástica vir à tona. Em Brasília, algumas pessoas gritavam 'Fora Temer' nas ruas. Famosos e anônimos se uniram online para solicitar o impeachment do presidente. Nomes como Patrícia Pillar, Maíra Charken e o humorista Vesgo usaram vídeos, fotos e manifestações de textos para demonstrar o descontentamento político. Alguns também solicitaram que ele renunciasse ao cargo.

Publicidade

Repercussão na televisão, nas redes sociais e no Congresso Nacional

Veja abaixo o plantão da Globo sobre o dado bombástico na política brasileira. Renata Vasconcellos, ofegante e nervosa, foi quem trouxe as informações na televisão.

Após a notícia bombástica ter sido dada pelos telejornais e sites da internet, os deputados federais fizeram uma manifestação no meio do 'Congresso Nacional'. Eles pediam por 'Diretas Já', ou seja, uma nova eleição direta para presidente. O comum é que o próprio Congresso, nesse caso, escolha uma pessoa para presidir o país, em uma eleição indireta. Veja abaixo o vídeo:

Os principais temas do Twitter, por exemplo, estavam vinculados à política ou programas jornalísticos, que estavam dando as informações sobre tudo o que acontecia em Brasília.

E você, concorda que deva existir uma nova eleição direta para a presidência? Deixe o seu comentário.