Se ainda resta algum apoio a Michel Temer por parte do Congresso Nacional, fora dele, sua rejeição beira a unanimidade na sociedade civil. O que parecia ruim, tendo avaliações quase que idênticas à presidente Dilma quando de seu impeachment, com a divulgação da delação premiada da JBS, a situação do peemedebista piorou mais ainda.

A Folha de S. Paulo conversou com alguns intelectuais e artistas para saber suas opiniões sobre o futuro de Temer:

O professor da USP, Jorge Kalil, disse que, "com muito pesar", Temer deve cair. Segundo o professor, Temer está melhorando a economia, porém é "inadmissível" sua "postura conivente".

Publicidade
Publicidade

O cineasta Fernando Meirelles foi além da queda de Michel Temer e disse que espera que, com o peemedebista, saia junto seu "tenebroso ministério".

O craque Zico foi mais comedido e disse que Temer deveria sair e responder por suas acusações. Completou dizendo que lamenta a situação que o pais vem passando.

O deputado e pastor, Marcos Feliciano (PSC-SP), afirmou que a situação de Temer ficou "insustentável".

A caricata advogada Janaina Paschoal, uma das autoras do impeachment da ex-presidente Dilma, disse que "a conversa, as reuniões e a mala são reais". Segundo apoia, Temer deveria sair e o Brasil seguir as normas constitucionais. #Dentro da política