O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, está para sair do seu cargo. Em uma rápida entrevista, na noite da terça-feira passada (25), o ministro disse que estava com problemas de saúde e que esse ano, talvez, seria o último dele na Corte.

Diante disso, o presidente do Brasil Michel Temer terá a oportunidade de decidir pela nomeação de mais um ministro.

Mello afirmou que está na hora de descansar um pouco. "Foram 48 anos de serviço público". Em sua sala tem três mesas. Duas delas estão lotadas de processos que ainda serão analisados pelo ministro. Ele está em quarto lugar no ranking dos ministros. São 3.298 processos.

Publicidade
Publicidade

O mais atrasado de todos é Marco Aurélio Mello, com 7.639.

Mello admite que está com uma mobilidade muito reduzida. Em vários momentos, ele chegou a dizer que precisa até de cadeira de rodas. Junto com ele, sempre está um assessor ajudando-o caso ele precise de algum apoio. A bengala é a companhia de todas as horas. O que causa dor ao juiz é um problema no quadril, com o desgaste do osso do fêmur. "Sinto dor 24 horas por dia. Não posso tomar anti-inflamatórios devido ter pressão alta", disse ele.

Segundo o ministro, uma cirurgia será feita em breve para colocar uma prótese de quadril.

Sérgio Moro

Em fevereiro deste ano, Celso de Mello ressaltou que o juiz Sérgio #Moro, responsável pela Operação Lava Jato, se baseia em situações concretas em suas decisões. "Sempre voto a favor de Moro porque vejo que o juiz possui julgamentos consistentes e bem fundamentados compatíveis com a jurisprudência do #STF", disse Mello na época.

Publicidade

Com a morte de Teori Zavascky, em janeiro deste ano, chegou a surgir a possibilidade de #Temer nomear Moro para a vaga de Teori. Muitos aprovaram a ideia, porém, teve pessoas que disseram que se Moro saísse da Lava Jato, a operação poderia se perder. Temer decidiu optar por Alexandre de Moraes, que era o seu ministro da Justiça.

Pode surgir uma nova oportunidade, em breve, do presidente nomear Sérgio Moro, caso Celo de Mello abandone o cargo.

Música e Mc Donald's

Mello gosta muito de trabalhar quando já está próximo da meia noite. Geralmente, ele fica em sua sala até as duas da manhã. Ele coloca um som baixinho enquanto analisa processos. Ele adora ouvir músicas clássicas, sertanejo raiz e MPB. Possui uma cultura musical muito eclética.

Quando vai embora, as vezes com fome, passa em um drive-thru da sua rede preferida, o Mc Donal'ds, e compra dois lanches, uma para seu motorista e outro para ele comer em casa.