O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em uma breve visita feita ao Agrishow, que ocorreu nesta segunda-feira (1), evitou falar sobre a nova pesquisa feita pelo Datafolha que apontou o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva como favorito a eleição à presidência da República em 2018. A pesquisa foi realizada na quinta e sexta-feira passadas (28 e 29) e divulgada no domingo (30).

João Doria aparece com apenas com entre 9% e 11% na preferência dos eleitores, de acordo com a pesquisa. Mesmo assim, ele minimizou o assunto com palavras fortes, dizendo que ainda era muito cedo para se falar sobre isso e que ninguém será eleito com pesquisas, apesar de respeitar os órgãos que as fazem.

Publicidade
Publicidade

Doria voltou toda sua atenção durante sua atenção durante o Agrishow, realizado na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, para assuntos relacionados ao agronegócio. Bia Doria, mulher do prefeito, é de uma família de agricultores de Santa Catarina, e por isso dá atenção especial ao assunto.

Ainda durante o evento, o prefeito de São Paulo fez referências ao trabalhador rural, dizendo que queria colocar a mão na terra, chapéu e botinas. Muito aplaudido, ele se viu em frente a um público tão caloroso que mais parecia um pequeno comício.

O governador Geraldo Alckmin (PSDB), que também participou da visita, disse, em meio ao público, que o atual prefeito de São Paulo seria um ótimo presidente. Se vendo elogiado, Doria agradeceu ao governador por suas palavras. Na mesma pesquisa feita pelo Datafolha, Alckmin aparece atrás de Dória nas intenções de voto para presidente em 2018, com 6% das intenções de voto.

Publicidade

O líder da pesquisa é o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com 30%, com Marina Silva e o deputado federal Jair #bolsonaro (PSC-RJ) aparecendo empatados tecnicamente em segundo lugar, com 15%.

Doria ainda falou que a melhor forma de governar é o trabalho, que tem que se produzir trabalhando e fazer o contrário do que o PT fazia. Para ele, o PT não gosta de trabalhar, de produzir, de pessoas do bem e nem de desenvolvimento, fixando assim suas críticas ao modo de governar do Partido dos Trabalhadores e aos ex-presidentes Dilma Rousseff e Lula.

O prefeito comentou o caso em que teria jogado fora as flores recebidas por uma protestante que reclamava sobre o aumento das mortes nas Marginais de São Paulo, dizendo que lá a esquerda não o empareda, seja com gritos ou com flores.

No final da sua presença a maior feira do agronegócio dá América Latina, Doria falou na rádio Agrishow, transmitida por toda a feira, com presença estimada para 160 mil visitantes. Segundo reportagem do portal G1, esse gigantesco evento ocupa uma área de aproximadamente 440 mil metros quadrados, tendo gerado no ano passado um volume de negócios no valor de R$ 2,7 bilhões. Este ano estima-se um valor próximo. #2017