Momentos de descontrações são vistos diariamente na ala em que está presente o ex-ministro Antonio #Palocci e o empresário Marcelo #Odebrecht. Esses dias, Palocci entrou na cela do empresário falando em italiano e os dois riram muito. Outros companheiros de cela curtiram as brincadeiras e caíram na gargalhada. O ex-ministro falou em italiano como forma de ironizar o seu codinome "Italiano" da planilha da Odebrecht. O petista está envolvido em operações de caixa 2 e repasses de propina.

As brincadeiras entre Odebrecht e Palocci são muito comuns na ala. Eles tiram sarro das investigações e demonstram bastante tranquilidade com o rumo dos processos.

Publicidade
Publicidade

O contato entre eles ocorre desde setembro, quando o petista foi preso.

No começo eles estavam em locais diferentes pois Marcelo negociava a sua delação com os procuradores. Após o acordo ser confirmado, em janeiro deste ano, Palocci e o herdeiro da empreiteira se tornaram mais próximos, tomando banho de sol juntos e se alimentando nos mesmo horários. A rotina deles tem sido bem iguais. Eles dividem até os trabalhos de limpeza da cela e do banheiro.

Conselhos

Marcelo Odebrecht tem conversado com Palocci sobre o ex-ministro negociar uma delação também. De acordo com o empresário, seria a melhor alternativa para o petista. Odebrecht passou alguns conselhos para Palocci, como por exemplo, colocar nas negociações da delação a presença da Polícia Federal (PF).

Palocci parece que está aceitando o que o empresário sugere.

Publicidade

Ele já falou em seu próprio depoimento ao juiz Sérgio Moro que está à disposição da Justiça e que Moro pode marcar a hora que quiser que ele falará tudo e passará informações que aumentará em mais de um ano os trabalhos da Operação Lava Jato. Essa fala do ex-ministro tem causado um grande temor no PT, apesar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dizer que Palocci pode prejudicar muita gente, menos ele.

Um dado importante e que foi repassado por três pessoas que frequentam a carceragem de Curitiba foi a forma que Marcelo falou com os advogados de Palocci. "Vocês estão prejudicando o seu cliente quando perguntam às testemunhas da Odebrecht se o apelido dele era o "italiano". Ainda mais na frente de Sérgio Moro", disse o empresário.

PT assustado

Se Palocci fizer a sua delação vários membros do PT podem ser surpreendidos com a PF batendo em suas portas. Em uma das delações dos executivos da empreiteira, foi falado que Palocci intermediava toda a propina que era destinada ao ex-presidente Lula. #Prisão