Nesta quarta-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva esteve em Curitiba para prestar depoimento a Sérgio Moro. Está foi a primeira vez que o petista ficou na presença do juiz federal. Em um encontro tenso, Lula fez questão de deixar claro que não tem vínculo com o imóvel tríplex, localizado no Guarujá, em São Paulo. Além disso, intimidou o magistrado em seus apontamentos finais.

Entenda o ocorrido

O ex-presidente esteve presente para depoimento pessoal com o juiz Sérgio Moro, na 13ª Vara da Justiça Federal, no estado do Paraná. Lula chegou à sala da Justiça Federal acompanhado de seus vários advogados. Após iniciada a audiência, o ex-presidente atentou para a prévia do juiz, o qual esclareceu os reais motivos do interrogatório.

Publicidade
Publicidade

O depoimento durou cerca de cinco horas. Apesar de seguir os trâmites legais da Justiça, o clima ficou tenso em alguns momentos. Haja vista quando o ex-presidente Lula disse não ter conhecimento do imóvel que vem sendo acusado de ser o proprietário.

Na ocasião, Lula indagou que a senhora sua esposa, Marisa Letícia, falecida em fevereiro desse ano, poderia ser a única a ter conhecimento dos fatos, uma vez que esteve no tríplex por duas vezes.

Ao final, restando apenas às considerações de ambas as partes, o petista, meio alterado, talvez pela condição de nunca ter estado frente a frente com Moro em um interrogatório no qual ele é um dos réus da ação penal, resolveu desabafar: "Esses mesmos que me atacam hoje", ressaltou o ex-presidente gesticulando com as mãos: "se tiverem sinais de que serei absolvido, prepare-se porque os ataques ao senhor serão maiores", insinuou o ex-presidente.

Publicidade

Imediatamente o magistrado respondeu dizendo que "infelizmente", ele (Moro) já se considera bastante atacado por várias pessoas, inclusive pelos blogs simpatizantes do petista.

Lula se tornou réu em cinco ações penais, sendo que três delas no âmbito da Justiça Federal do Paraná, aos cuidados do Juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação #Lava Jato.

Em específico ao depoimento desta quarta-feira (10), o petista é acusado do recebimento de um apartamento tríplex no Guarujá (SP), a título de propina, patrocinado pela empreiteira OAS em troca de fechar contratos com a Petrobras. Nesta ação, o ex-presidente Lula responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. #Sergio Moro