Ex-presidente da República de 1995 a 2002, Fernando Henrique Cardoso fez elogios ao atual governo de Michel #Temer. Em entrevista à Agência Reuters, #FHC viu com bons olhos parte das reformas propostas pela gestão, tais como a trabalhista e a da Previdência.

O tradicional líder do tucano fez observações quanto à reforma trabalhista e celebrou o item que pede o fim do imposto sindical, que, em sua análise, "é fruto inspirado em um governo fascista da Itália".

Já no que diz respeito à reforma da Previdência, uma das grandes bandeiras do governo de Michel Temer, FHC avalia que o Planalto deveria focar essa proposta na redução de privilégios e não necessariamente no equilíbrio fiscal.

Publicidade
Publicidade

Mas também teve espaço para elogios.

"O governo Temer está mexendo em pontos muito complicados, que não dão popularidade, mas que levam o Brasil a se preparar melhor para o mundo contemporâneo", destacou.

FHC praticamente descartou a possibilidade de sua própria trajetória política ser repetida agora. Ele virou presidente depois de cumprir o papel de ministro da Fazenda. Mas ele não acredita que isso possa se repetir no pleito de 2018, com o atual ocupante da pasta, Henrique Meirelles. Lá atrás, a estabilização da moeda deu grande capital político a FHC.