O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva aparece em foto ao lado de ex-presidente da OAS, José Adelmário Pinheiro Filho, o Léo Pinheiro, no sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Investigações feita pela Operação Lava Jato indicam que a reforma feita na propriedade foram pagas pela OAS como propina ao ex-presidente.

A foto onde aparece Lula e Léo Pinheiro foi anexada ao processo da Operação Lava Jato, que tem como objetivo investigar a corrupção e lavagem de dinheiro no país. As investigações que envolvem o sítio tem o intuito de descobrir se a propriedade é do ex-presidente da República.

Apesar de estar registrada no nome dos empresários Jonas Suassuna e Fernando Bittar, sócios do filho de um dos filhos de Lula, Fábio Luis Lula da Silva, há indícios que indicam o contrário.

Publicidade
Publicidade

A força-tarefa da Lava Jato apura se a propriedade pertence a Lula, e o nome que consta nas escrituras do sítio é apenas uma forma de esconder o verdadeiro proprietário.

Lula enfrenta dois processos que incluem propriedades. A foto do sítio foi anexada em conjunto com provas que indicam que ele seria o dono também do tríplex que fica localizado em Guarujá, no litoral de São Paulo. Tudo isso se deve ao fato das obras que foram feitas no sítio terem sido decididas em conjunto com obras realizadas no tríplex do litoral.

Pela primeira vez, na semana passada, Lula ficou frente a frente com Sergio Moro, juiz responsável pelo julgamento da Operação Lava Jato em primeira instância. Ao indagar o ex-presidente sobre as duas obras, Lula disse que não falaria sobre o sítio, já que as propriedades fazem parte de processos diferentes.

Publicidade

A empresa OAS fechou contratos com a Petrobras, e de acordo com investigações, as obras feitas seriam propinas pagas pela aliança entre as empresas. O ex-presidente disse em depoimento que desconhecia o ex-diretor da OAS, Paulo Gordilho.

No entanto, a foto tirada ao lado de Paulo e Léo Pinheiro, onde aparecem em uma conversa, contradiz o ex-presidente da República. A foto teria sido achada no computador de Paulo.

No depoimento que deu ao juiz Sergio Moro, Lula declarou ter encontrado o ex-diretor em apenas duas situações. Em seu apartamento em São Bernardo do Campo (SP) e em outro momento no Instituto Lula, para falar sobre diversos assuntos, entre eles política nacional. No entanto, é possível perceber que há controvérsia e que, na verdade ,pelo menos um de seus encontros com Paulo foi no sítio de Atibaia.

O Instituto Lula divulgou em nota que o ex-presidente sempre agiu dentro da lei, antes, durante e depois de sua candidatura para a presidente do Brasil. #SérgioMoro #operaçãolavajato