Andrea Neves, a irmã do político #Aécio Neves, foi presa na última quinta-feira (18), na cidade de Belo Horizonte, durante força-tarefa da Operação Lava Jato.

Andrea Neves vem sendo acusada de pedir dinheiro, em nome do irmão, para Joesley Batista, empresário da grande JBS. Segundo áudios gravados, ela recebeu R$ 2 milhões do empresário em entrega filmada e registrada. O dinheiro foi dado a Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio.

Todos os envolvidos na gravação estão sendo citados na delação de Joesley.

Na quinta-feira, a Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF) cumpriram mandados de busca e apreensão no apartamento da irmã do político, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, mas o local estava vazio.

Publicidade
Publicidade

Devido aos acontecimentos, os policiais encarregados do caso achavam que Andrea Neves estivesse em Londres, e por esse motivo quase acionaram a Interpol. O que nem imaginavam era que, por volta das 8h30, ela seria encontrada na cidade de Belo Horizonte.Também foi necessário ser feita busca em alguns imóveis do senador Aécio Neves, que ficam localizados na cidade do Rio de Janeiro e em Minas Gerais.

Alguns policiais foram ao apartamento de Aécio Neves, localizado em Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro, por volta das 6h da manhã. Sem sucesso, por volta das 8h25, os policiais decidiram se retirar do local, sem falar com a imprensa.

A PF e o MPF também foram ao endereço do contador Altair Alves, no Maracanã, Zona Norte do Rio. Altair é bem conhecido por manter relações com o tucano e também com o Eduardo Cunha.

Em vídeo, senador Zezé Perrella afirma nunca ter recebido dinheiro da JBS

Um vídeo que veio a ser publicado em sua conta no twitter, Zezé Perrella contou nunca ter recebido nada da empresa JBS, e ainda ressaltou nunca ter falado com Joesley Batista.

Publicidade

Para finalizar sua fala, destacou estar tranquilo a respeito do assunto.O senador comentou que fará tudo que for possível para esclarecer os acontecimentos à Justiça e provar sua inocência. #Eduardo Cunha #Política