Durante o #depoimento com aproximadamente 5 horas de duração que aconteceu nesta ultima quarta-feira (10), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva respondeu a todas as perguntas feitas pelo Juiz Sérgio Moro, com o intuito de esclarecer todas as duvidas sobre as acusações.

Entre as acusações existe uma que diz que Lula é dono de um triplex localizado no Guarujá e que aparece em documentos do processo de lavagem de dinheiro e corrupção. Todas essas acusações foram negadas pelo ex-presidente.

Segundo Lula, o interesse em obter o apartamento não seria dele, mais sim da ex-primeira dama Marisa, e declarou não saber muito a respeito do imóvel, dizendo que apenas visitou e não gostou, alegando que havia muitos problemas e o local também não lhe despertava muito interesse, até mesmo por que a sua esposa não gostava de mar.

Publicidade
Publicidade

O ex-presidente apresentou contradições quando tentou explicar sobre contas no exterior com Renato Duque. Foram citadas pelo juiz Moro no depoimento, nomeações feitas pelo ex-presidente durante seu mandato; Lula afirmou que essas nomeações foram indicações feitas com a participação de todos do partido e não uma escolha somente dele.

Lula disse que se sentia perseguido pelo Ministério Publico e que estava sendo julgado pelo seu governo e uma tese chamada PowerPoint feita por Dallagnol.

Lula e Dilma fazem discurso

O líder do PT mostrou ter forte influência política no país. Uma multidão, em torno de 50 mil pessoas de diferentes estados, se reuniu em frente a 13ª Vara Federal, onde aconteceu o depoimento, para prestar apoio ao ex-presidente.

Depois de depor, Lula e a ex-presidente Dilma Rousseff discursaram por quase 13 minutos em uma praça de Curitiba.

Publicidade

O petista julgou que a condução da operação #Lava Jato estava sendo desordenada.

Lula disse que iria prestar depoimentos quantas vezes fosse preciso e que ninguém mais do que ele deseja o esclarecimento sobre tudo que está acontecendo. O líder do PT disse que vem sofrendo há 2 anos com ameaças e acusações de corrupção. Uma das acusações é a de que Lula pode ser o dono do triplex no Guarujá. A respeito disso, ele afirmou que tem que haver documentos confirmando essas acusações e, ao ser interrogado sobre se conhecia João Vaccari Neto e Léo Pinheiro, ele respondeu que jamais negaria isso, pois não tem vergonha das pessoas que conhece.

Assim, o pequeno comício terminou com o público aplaudindo e Lula desceu do palanque acompanhado da estudante Ana Júlia Ribeiro de 16 anos, que ficou conhecida durante as ocupações das escolas por seu discurso em defesa do secundaristas da Assembleia Legislativa do Paraná.