O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva é o pré-candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência da República nas eleições de 2018. Embora seja líder nas pesquisas de intenções de votos, Lula tem rejeição bastante elevada e isso pode complicar a vida do petista na disputa do pleito.

A rejeição a Lula está em 45%, segundo pesquisa DataFolha divulgada no dia 30 de abril. O ex-presidente só fica atrás do atual mandatário da nação, Michel Temer (PMDB), que tem 64%.

Milhões

O eleitorado brasileiro é formado por 144,08 milhões de pessoas, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os 45% de rejeição que Lula registra no levantamento significam 64,8 milhões de brasileiros.

Publicidade
Publicidade

Essa é quantidade de pessoas que não votariam em Lula em nenhuma hipótese no pleito presidencial de 2018. Os números podem atrapalhar a eleição do ex-presidente, que ainda corre o risco de ficar de fora da disputa caso seja condenado em segunda instância em um dos cinco casos em que é réu – três deles da Operação Lava Jato, cujo julgamento é de responsabilidade do juiz federal Sérgio Moro.

Corrupção

Mesmo diante de escândalos de corrupção em seu governo, Lula se mantém na liderança da pesquisa de intenção de votos e cresce em relação a levantamentos anteriores. O problema está justamente na quantidade de pessoas que não votariam no homem que governou o Brasil entre 2003 e 2010.

Muito dessa rejeição se deve ao fato do governo petista estar associado à corrupção política no país. Segundo o DataFolha, 32% dos entrevistados consideram a gestão Lula como o período mais corrupto da história do Brasil.

Publicidade

Na segunda posição, aparece a gestão da petista Dilma Roussef (2010-2016), com 22%. A gestão de Fernando Collor (1990-1992) é a terceira colocada, de acordo com o Datafolha, com 11%. O governo Temer (2016-atual) aparece logo atrás, com 9%. Enquanto a gestão Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) tem 8%.

A visão de que a gestão de Lula é a mais corrupta tem aumentado a cada nova pesquisa do Datafolha. Em fevereiro de 2014, por exemplo, apenas 12% dos entrevistados achavam isso.

Em dezembro de 2015, o número saltou de 12% para 17%. Em fevereiro de 2016, chegou a 20%. Agora está em 32%. Lula é réu em cinco processos e a sua participação em supostos esquemas de corrupção tem sido noticiadas em todo o Brasil, o que causa desgaste na imagem do ex-presidente da República. Falta aproximadamente um ano e sete meses para as eleições de 2018. #Eleições 2018 #Rejeição a Lula