Nesta quarta-feira, 10, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), enfim teve um encontro com o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela coordenação da 'Operação Lava Jato', em parceria com a Polícia Federal. O depoimento de #Lula demorou horas e foi marcado por perguntas e respostas repetitivas. Já no fim da fala, quando o companheiro político da ex-presidente Dilma Rousseff estava em suas declarações de encerramento do depoimento, ele se alongou demais. Lula falava sobre o que conseguiu conquistar para o Brasil. O político, visto como provável candidato ao pleito de 2018, disse ainda que era uma grande vítima dos ataques de jornalistas, que não querem, que ele volte ao poder.

Publicidade
Publicidade

Veja vídeo com alguns momentos marcantes do depoimento:

De acordo com informações do site da Revista Veja, que acompanhou o depoimento do petista, ele ainda falou que o fato de ter sido denunciado pelo Ministério Público por lavagem de dinheiro e corrupção - citando como exemplo o polêmico apartamento Tríplex no Guarujá - também seria uma perseguição política de seus adversários. O juiz da Lava Jato, um dos nomes mais populares do país, não gostou muito do rumo que as coisas iam. Ele então decidiu interrompeu o político e acabou tendo uma fala que, não demoraria muito, viraria notícia. Moro garantiu que aquele espaço não era um palanque político.

“Presidente, só para esclarecer: não sei quanto tempo vai durar o pronunciamento, mas não é para fazer um apanhado do que [o senhor] fez no seu governo, não é programa eleitoral”, disse o juiz, que coordena os seus trabalhos diretamente da cidade de Curitiba, no Paraná.

Publicidade

Como as decisões que saíram da região acabaram sendo importantes para todo o país, a região ficou conhecida como 'República de Curitiba'.

Não demorou muito para que Lula voltasse a tentar ludibriar Sérgio Moro, dando respostas longas e fugindo das questões. Ele insistia, por exemplo, em falar do papel importante que teve com a Petrobras. O viúvo da ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em decorrência de um agravamento de saúde após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) ainda pediu que o magistrado tivesse um pouco de paciência. Ele disse que Sérgio Moro era muito jovem e que precisava trabalhar mais nessa virtude.

Apesar dos embates com o petista, o juiz da Lava Jato garante que é cedo demais para falar em prisão. Um grande efetivo foi montado na região para evitar protestos dos dois lados, contra e a favor de Lula. Após o depoimento, o petista foi a um palanque montado por um grupo favorável a ele e chegou até a chorar.